Arquivo de etiquetas: enorme

Enormes em nós

Texto Erótico [M18]

Sou aquela que desvenda o desejo no olhar dos homens, que passam por mim na rua.

Dos que estão sentados na mesa do café.

Dos que viajam no metro, em hora de ponta, com o corpo quase colado ao meu.

Consigo sentir-lhes o cheiro do tesão, o querer sem poder sob a forma de imaginação…

Sinto-me viva quando os seus desejos recaem sobre mim.

SIM…

 Quando me expões , no cimo de um banco, para quem esteja a ver…

Sem roupa interior, eles olham directamente para a minha vulva… 

Pulsante.  Húmida.

Elas também olham, também a querem possuir….

É tudo um jogo, do melhor que há…

Ao teu sinal aproximam-se … insinuam-se…  subtilmente tocam-me…

Provocando-nos aos dois.

Inflamando o desejo contido, de viagens semanais, sem entrega alguma, até aquele preciso momento.

Sinto-me poderosa.

Adulada, como uma deusa grega.

Sinto-me viva através do teu desejo que absorve o meu, tornando-os num só.

Os corpos que passam por nós…

As bocas que nos possuem..

Nada disso nos faz desapegar o olhar um do outro.

É de uma simbiose tão bela…

Este nosso amor de alma, que se fortalece de pedaços de outros

e nos torna enormes em nós mesmos…

                            ©The Oyster 2017 #69Letras

Quero seguir em frente

10009291_1639294529649611_3936438040030290655_n.jpg

O Natal chegou e desta vez, esta não é uma época que me traga grande entusiasmo.
Nos últimos sete natais, o meu maior desejo era passá-los a teu lado. Em família… Contigo… Com a nossa família.
Este ano o meu maior desejo é que o velho barbudo leve de mim o que resta de ti.
Estou cansado.
Rendo-me ao cansaço.


Esta luta que é gostar de ti, esgotou-me.
Quero seguir em frente, dar valor e amor a quem luta por mim, sem que o teu fantasma nos atormente.


Mas minha querida, quero, do fundo do coração e pelo amor enorme que te tenho, que sejas feliz! Que te encontres bem! Que nada te falte!
Quando te lembrares de mim, sorri, pelo que de bom um dia tivemos e vivemos… Que eu farei o mesmo sempre que pensar em ti.

KingOfMysteries #69Letras

Deixa-me ser o que olhas

 

Deixa-me entrar em teu ser e ser alvorada,

tirar os dedos um a um e abrir essa mão fechada,
descobrir na palma da mão, na curva da vida abrigada,
um porto de abrigo, uma janela, uma porta, uma nova entrada.
Deixa-me entrar em teu ser e ser a colheita tardia,
aquela que demora, que pisada na alma tráz á boca o sabor do mosto que enche a garrafa vazia,
cheira a calor, prazer, êxtase, mundo em geração de eterna alegria,
fadas, loendros, árvores frondosas entroncadas e toque de magia.
Deixa-me entrar em teu ser e aquecer o teu pensamento,
fogo de lenha de azinho e cheiro a peito de momento,
mão aberta e colo em dia de cansaço e tormento,
tapete na tua cama e meu baixo ventre teu assento.
Deixa-me ser o que olhas e vês como infinita paisagem,
campos de papoilas abertas em flor e arvoredo num abraço de intensa folhagem,
tronco em que te cravas, corpo que cheiras, ramos em que viajas,
ser paz, vida, um sorriso enorme que carregas todos os dias na tua bagagem.

O Inquilino