Vontades aprisionadas

Nesta tua vida cheia de encruzilhadas, mantens as vontades aprisionadas, em gavetas bem fechadas, e cheias de sentidas histórias, que te avivam memórias, de coisas há muito passadas,

Continue reading …

Uma rapidinha entre canais e uma porta fechada!

Não consigo pensar em nada mais triste do que um fim de um amor. Uma porta fechada, um quarto morto apenas com o som de uma rotina: deitar para cedo erguer para trabalhar, voltar jantar[…]

Continue reading …

Desistir de sentir

Ela não sentia. Apesar das marcas evidentes no rosto e do rasto de sangue que seu corpo involuntáriamente denuncia. Anestesiada e sem fôlego. Encolhida num canto de um quarto qualquer. Onde o espaço lhe é[…]

Continue reading …

A tristeza

Ela chega e ataca. Sem dó nem piedade. Magoa-nos com tudo o que encontra. Traz-nos memórias antigas sem pedir permissão. Ela apodera-se do nosso coração. Com ela vêm as lágrimas quentes que caiem em silêncio.[…]

Continue reading …

Finjo…

Finjo não reparar, mas escondo em mim este anseio crepitante de te ter. Vivo como que numa ânsia encenada que me corroí as vísceras, e que me expõe sem apelo em chagas flamejantes nos planaltos perdidos de afrodisia. Estou num cárcere.[…]

Continue reading …

E eu sonhava…

  E todos os dias sonhava, que no meu sonhar me sentias e ao sentir-me sorrias … e eu julgava que sorrias para mim … Deixei fluir os sonhos , porque são eles que me[…]

Continue reading …

Paz de Espirito

Os filhos não tem noção, quanto é o esforço que os pais fazem para lhes poder dar um futuro melhor. Sacrificamos tantas horas embrenhados num ou vários empregos, que grande parte de nós, não gostamos,[…]

Continue reading …