Arquivo de etiquetas: distância

Inferno

Vivo perto dum inferno 
E tão longe do paraíso
Preciso de ti,
mas tu escorregas-me 
Entre os dedos.
Desejo-te a toda a hora
A tua boca,
Os teus beijos,
O teu corpo.
Tu és a minha perdição
O meu pecado mortal
Vivo neste inferno de te desejar
Mas cada vez que nos cruzamos
Sinto me fora de mim 
Meu corpo descontrola-se
Minha mente perde-se 
Deixa de ser coerente
Flutua por mundos
Inexploráveis.
Regresso à realidade e..
Volto ao meu inferno…
A tua ausência…
A vontade de te ter de novo
©Lola 2017 #69Letras

Perto ou Longe…?

Tão perto e tão longe

À distância de um toque,

De um sorriso,

De um olhar,

De uma palavra,

De uns metros,

De um telefonema,

De uma cidade,

De um oceano,

De uma estrela,

À distância de um mundo.

O teu beijo nos meus lábios,

O teu toque na minha pele,

O teu cheiro na minha roupa,

O teu sorriso no meu olhar,

O teu olhar na minha mente,

A tua voz no meu ouvido,

O teu reflexo em mim.

O teu reflexo num espelho quebrado,

A tua voz num eco solitário,

O teu olhar noutro lugar,

O teu sorriso nas estrelas,

O teu cheiro na brisa suave,

O teu toque em cada gota de chuva,

O teu beijo perdido no ar.

Tão fácil de encontrar,

Tão difícil de ter.

Tão fácil de sorrir,

Tão difícil de falar,

Tão fácil de amar,

Tão difícil de esquecer.

Tão perto do meu coração,

Tão longe do meu ser.


Obtém 10% de desconto em todas as tuas encomendas! 69 novas formas de prazer!

Regista-te em www.aubaci/69letras

Primeiro-ministro manda os portugueses imigrar

Desculpem-me lá mas eu vou ter que comentar uma notícia que acabei de ler. Qual é a ideia do senhor primeiro-ministro de mandar os portugueses emigrar? Estupidez? Só pode ser. É que nenhum primeiro-ministro devia de ter a infeliz ideia de mandar o próprio povo emigrar. Em primeiro lugar devia de querer era todos os portugueses em Portugal, já que é o “nosso” país. E em segundo lugar se não sabe dar conta do recado que faça lugar para quem sabe.

Eu sou sincera – não entendo nada de política. Mas uma coisa sei – sei que não se emigra só por um “político” dizer isso ao povo.

Não se emigra de um dia para o outro. Não se chega ao “destino” e lá está uma casa e um trabalho onde se ganha bem a esperar-nos. Não, o que espera os emigrantes é trabalho duro, infelicidade e muitas lágrimas. É preciso saber para onde se vai antes de ir para lá. É preciso ter a certeza que teremos um trabalho e dinheiro a cair todos os meses na nossa conta bancária. É preciso sofrer para viver.

Eu nunca tive a “sorte” de viver em Portugal, já que os meus pais emigraram a muitos anos. E sei o que lhes custa estar a viver na suíça e não em Portugal. Eles aqui não são felizes. Eles estão cá para poder proporcionar uma vida melhor aos filhos. Pode haver agora pessoas que pensem – ah aqueles estão na suíça, são ricos. – para essas pessoas tenho uma notícia bombástica: Não somos ricos! Nós – os meus pais já passaram grandes dificuldades aqui. Fartamo-nos de trabalhar para podermos ter dinheiro para ir visitar a família. Caiem lágrimas todas as vezes que temos de nós ir embora. É um aperto enorme no coração quando por telefone vamos sabendo o estado dos membros mais velhos da família. Não podemos sair de casa e ir lá ter, porque estamos a muitos quilômetros de distância das pessoas que gostamos. Das pessoas com quem os meus pais cresceram e viveram. Ta certo que aqui podemos comprar mais facilmente um bom par de tênis ou uma peça de roupa mais cara. Mas sabem uma coisa? Eu prefiro ser feliz do que andar com roupas de marca. Eu preferia poder ir todos os dias a praia do que comprar algo mais sofisticado.

Espero que entendam. Vida de emigrante não é fácil nem bonita.

?? © Peregrinus 2017 #69Letras

Seguimos de braço dado.

Vamos nesta viagem…
De mãos dadas.
De pensamento junto.
De coração cheio.
Seguimos de braço dado.
Tens algo que me prende em ti,
Bondoso, carinhoso e sedutor…
Que mais poderia eu querer no teu olhar??
Pressiona o acelerador, vamos para longe!
Se felicidade implica distância,
Distância serei de todos os outros
Apenas para sermos felizes.
Abraça este nosso caminho e leva-me junto sempre,
Não me soltes por banalidades e paixonetas.
Prometo-te uma vida de amor verdadeiro,
De beijos derradeiros.
Serei a tua co-piloto,
Nesta pista de corridas.

 

© Krishna 2017 #69Letras

Noites em branco, dias no escuro

Desde de sempre que me pertence, aquele ser humano…

Que mexe comigo de uma forma diferente, totalmente racional.
Não existe coração, amor já existiu numa era passada.
Mas hoje…
E todos os outros dias, é demasiado fisico.

Noites em branco,
Dias no escuro.


Um desejo incontrolável pela tua busca.
A tua presença é deveras única e rara, quando existida é demasiado aproveitada.
Não podemos conviver muito… a atracção é notada por quem nos rodeia, e o meu interior vibra ao ouvir a tua voz.
Sabes tu.
Sei eu.
Que és um perigo para quem está comigo.
Que tudo em ti estremece ao ouvir o meu nome.
Vamos aumentar a distância entre nós pff…
Prevejo problemas…

 

                                                                                       ©Krishna 69Letras 2017 

Distância…

Estás distante mas tenho-te em mim, a Alma errante procura-te sem fim, numa triste e longa caminhada, pelo cheiro das estações pautada, de flores silvestres e jasmim, vagueia sem rumo nem direcção, resolve ignorar a razão, ao destino errático se prende, e ao coração que procura se rende. Continuar a lerDistância…

DÓI TANTO!

received_1204755372891402.jpeg

Dói tanto, mas tanto…
Conduzir em direcção diferente…
E no banco do pendura…
Ter-te de mim tão ausente…
Dói tanto, mas tanto…
Não poder inverter a marcha…
Que vontade de te esperar…
À porta de tua casa…
Dói tanto, mas tanto…
Conduzir em sentido oposto…
E não poder controlar…
As lágrimas no meu rosto…
Dói tanto, mas tanto…
O caminho que agora faço…
Que me distancia…
Cada vez mais do teu abraço…
Dói tanto, mas tanto…
Enfrentar esta noite vazia…
Onde eu só penso em ti…
Até ao amanhecer do dia…
Dói tanto, mas tanto…
Não consigo suportar…
Saber que amanhã…
Não te vou poder beijar…

POETA SOLITÁRIO