Arquivo de etiquetas: desejos

Sejam MULHERES, sem medos!

Todo o ser humano feminino é bonito, sem margem de dúvidas.
Todas diferentes, com mil e uma diferenças, a beleza feminina prevalece na presença, maturidade e naturalidade de cada uma de nós, mulheres.
Desde que nos apercebemos de que ser mulher é muito mais do que um corpo, a mente começa a mudar.
Não há nada mais intrigante do que uma mulher com confiança e segurança no olhar, certo homens???
Essa confiança e segurança vem de nós, de um ser interior que preside bem escondido cá dentro, quando começa a espreitar para ver o mundo que cá está fora, esse ser torna-se forte.
Muito forte.
E ai? A mudança começa.
Metamorfose em preparação para algo maior.

“Ah menina, que bonita que és ”
Claro que sim, ela é bonita.
Tão tenra idade
Tanta confiança.
Tanto brilho no olhar
Esse olhar… mostra menos do que ela na realidade quer.
Esta voz doce que harmonia os dias de qualquer rapaz… é um tesouro de paixão.
Aqueles desejos dos filmes,
Passam pelas fantasias desta já, mulher.

Como?? Como fizeste tal passagem?

Todos os meninos, esses pequeninos…
Que um dia me fizeram chorar, mais tarde aprendi a brilhar repetitivamente como um farol.
Alguém tinha o remédio para o meu crescimento.
Poção mágica, mostrando tanto e tão pouco.
Lá fui eu à procura daqueles prazeres que a vida me mostrou em mísero tempo
Procurei em vários lugares… sim todos eles algo me deram, de diferente.
Todos com um encanto…oh encanto se me entendem… ?
Todos com uma coisas em comum….
Aquele toque sabido,
Vinha sempre com um beijo escondido.
E essa menina… que menina?
”Exacto, essa mulher.”

                                                   Sejam MULHERES, sem medos!

 © Krishna 69Letras 2017

 


SMS – Devaneios, Loucuras

Mensagens
Bastardo
10/10 11.30h
Não consigo… Só penso na tua boca, nos teus seios nas minhas mãos,
a tua pele na minha, saborear o teu clitóris e o teu mel depois de te fazer vir,
Lamber-te do teu ventre ao pescoço e partilhar um beijo com o gosto do teu sexo nos nossos lábios
enquanto te encosto à parede, te levanto uma perna e te penetro carregado de tesão e loucura
bem dentro…
De ti só pra sentir a tua respiração ofegante no meu ouvido e o teu gemido doce na minha alma,
afundar toda a minha ereção no teu prazer e fazer-te gritar de desejo
Tenho saudades das nossas maluqueiras, hoje apeteceu-me.
Lola
10/10 11.40h
Estás onde? No trabalho?
Podes-me abrir a cancela?
Venho te fazer uma visita, estou só com a gabardina, meias de liga preta e botas cano alto.
Espero que estejas fácil de aceder.
O nosso olhar cruza-se, levas para a casinha da portaria, fechas os  vidros fumados.
Lanço-me para os teus braços, dou-te aquele beijo….
Aquele beijo de saudades e tesão, sinto-o a dar-me toques de tanta tesão.
Abro a gabardina e digo-te:- Como tu gostas. Sou toda tua. Mas antes, quero matar saudades dele.
Agacho-me e deixo-o escorregar pela minha garganta. Babou-se todo, entezou se mais…
Hummm….Levanto-me, com uma mão deito os papeis e telefone ao chão e semi deito-me na mesa.
Não resistes, penetras-me até me ouvires gemer e sentires o vulcão em erupção.
Vimos-nos em sintonia…
Saudades…
Bastardo
10/10 12.00h
Boa tarde Deusa dos meus sentidos, dona da minha tesão,
senhora do meu êxtase, causadora da minha loucura,
vontade que me inflama de desejo, cheiro que me arrebata e seduz,
pele que me incendeia em combustão
Desenfreada onde o único alívio é o suor do teu corpo desnudo sobre o meu
e o arfar lento e orgásmico do teu respirar nos meus ouvidos que me impelem ainda mais fundo,
mais rápido e mais poderoso para dentro de ti, fazendo do meu órgão erecto
a tua batuta nesta sinfonia de amor e luxúria que inevitavelmente criamos sempre  que nos cruzamos,
Algo de belo e animal quanto gracioso de harmonia eterna.
B.
Lola
10/10 12.10h
Vem. Estou a tua espera. Não demores.
Vontade louca de te sentir , de te ter dentro de mim.
Desvaneios de loucura
da dupla Bastardo & Lola
#69Letras

Folhas caídas…

Sou como o Outono, de folhas caídas, cores entorpecidas, que me deixam letárgica, mas numa vida mágica, que não deixo de querer, contigo viver, porque as folhas caem, mas de mim não saem, pois do meu corpo és dono, e da Alma patrono, numa entrega total, nesta estação banal, em que a ti me abandono.

E cada folha é um verso, da poesia que escrevo, que de modo perverso, me toca e faz sentir, o teu toque ainda por vir, nesta triste poesia, com cheiro a noite sombria, por acabar de escrever, que é o meu parco viver, e que de um modo estranho mas de encanto tamanho me fez desentorpecer, e voltar a escrever.

Perco-me no perfume, de terra molhada, pelas primeiras chuvas banhada, que me inunda os sentidos, de momentos queridos, porém imaginados, sem sequer sonhares, que estes desejos ímpares, de Outono povoados, possam ser por ti, pois desinteresse fingi, com receio de te perder e que um dia me deixes de ler.

É neste Outono, de folhas caídas, que os desejos afloram, pelo teu corpo imploram, aguardam pacientemente, que te conquiste a mente, e possam desabrochar, de cheiro a flores me inundar, numa Primavera florida que sinto chegar.

 

Miss Kitty #69Letras

Escrevemos… 

Há dias em que queremos escrever e sentimos que nada faz sentido.
Procuramos palavras, sentimentos, um motivo, uma atitude, um gesto, uma palavra…
E nada faz sentido.
Escrevemos porque nos liberta e nos faz despejar a alma em palavras.
Mas a alma é sorrateira e esconde-se nos meandros da nossa escrita.
Esconde-se para não ser descoberta.
Há dias em que nada faz sentido e tudo parece ser o que sempre foi… mais do mesmo… a vida que queremos e não queremos.
E escrevemos essa vida em palavras para atenuar o que temos e não temos.
Escrevemos as nossas ilusões e os nossos desejos.
Escrevemos as nossas agruras e o nosso desânimo.
Escrevemos as nossas fantasias mais ousadas e o que vivemos intensamente.
Somos aquilo que escrevemos e nada mais importa quando usamos um papel, teclas ou o visor de um dispositivo qualquer…
Não temos horas,
Não temos dias,
Não existe noite ou dia,
Não existe tempo para fazer aquilo que nos emerge num sentimento profundo de liberdade!!
Escrevemos…
Quando nada faz sentido até na escrita…
Escrevemos!!
Somos 69’ers e adoramos!

Guerreiro

Desejos perversos?

13445272_1709517605960636_4719962631274501026_n

Por vezes sou menina, outras vezes mulher, e não deixo de ser humana. Tenho o terrível defeito de sentir tudo com intensidade, com tesão, quer seja por outro corpo como pela própria vida, por viver e sentir-me viva.

E por ser eu, este “eu” que não costumo partilhar, é que sinto como sinto, à minha maneira, para meu prazer e por ter prazer em dá-lo, como quero e como gosto.

Posso até estar a correr o risco de me chamarem egoísta, mas será que é egoísmo sentir desejo e satisfaze-lo, sem que para isso haja regras, tabus, falsos moralismos e julgamentos de valor que me impeçam de o fazer?

Será que sou considerada perversa, devassa ou uma oferecida, por não obedecer ao normal, que nos é prontamente pré-formatado quando nos educam, e que passam o resto da vida a querer que nos rejamos por ele, não nos dando margem de manobra sequer para conhecer outras coisas por serem altamente condenáveis e fugirem a esse “normal” que nos é imposto?

São tudo questões às quais nem respondo porque, para mim, não deviam sequer ser colocadas por não fazerem qualquer sentido, pois cada um tem o direito de ser como é e não somos ninguém para julgar mas sim aceitar e encontrar alguém que nos aceite também tal como somos.

Sou como sou, vivo os momentos com intensidade, sinto como sinto, dou-me a quem quero e como quero, faço sexo ou faço amor conforme a minha vontade, e se isso são desejos perversos pois sejam, não nasci para ser igual à maioria, sou eu, como sou e não será por isso que irei mudar…

Miss Kitty

 

 

Amores desencontrados…

ELE anda cansado das baladas e dos casos furtivos sem sentimentos. Aprendeu a gostar da sua própria companhia, sem precisar estar num grupo de amigos todos os sábados. Decidiu que quer um amor verdadeiro… que pode nem ser eterno mas que traga um sabor doce às suas manhãs, que seja a melhor companhia para olhar a lua, que ele possa exibir os seus dons na cozinha e o seu conhecimento em vinhos, só para ela.
Quer uma mulher que ele reconheça pelo cheiro dos cabelos, pelo toque dos dedos, pela gargalhada que vai ecoar pela casa transformando um domingo sem graça, no melhor dia da semana. Quer viver uma paixão tranqüila e turbulenta de desejos… quer ter para quem voltar depois de estar com os amigos, sem precisar ficar “caçando” companhias vazias e encontros efêmeros. Quer deitar no tapete da sala e ficar observando enquanto ela, de calção de algodão, com a minha T-Shirt e um rabo de cavalo, lê um livro no sofá. Quer deitar na cama desejando que ela entre no quarto em lingerie de tirar o fôlego.
Quer guerra de travesseiros, até que o vencido vá á cozinha buscar água para saciar a sua sede. Quer o poder que nenhum dos seus super heróis da infância tiveram… o poder de amar sem medo, sem perigo e sem ir embora no dia seguinte.
Quer provar que pode fazer essa mulher feliz!

ELA quase deixou de acreditar que seria possível ter vontade de se envolver novamente. Foram tantas dores, finais, recomeços e frustrações que pensou em seguir sozinha para não mais se magoar. Então percebeu que a vida de solteira já não faz tanto sentido. Decidiu que quer um amor verdadeiro… que pode nem ser eterno mas que possa acordá-la com um abraço que fará o seu dia feliz. Quer um homem que ela possa cuidar e amar sem receios de que está sendo enganada. Quer a alegria dos finais de semana juntinhos, as expectativas dos planos construídos, o grito de “golo” estremecendo a casa quando o equipa dele estiver a ganhar… a cumplicidade em dividir os segredos.
Quer observá-lo sem camisa, a ler o jornal na varanda… quer reclamar da bagunça da casa de banho, rindo e gritando quando ele responde puxando-a para o chuveiro, completamente vestida.
Quer a certeza de abrir a porta de casa e saber que mesmo ele não estando, chegará a qualquer momento trazendo o brigadeiro da confeitaria que ela gosta tanto. Quer beijar, cheirar, morder, beliscar e apertar para ter certeza que a felicidade está ali mesmo… materializada nele.
Quer provar que pode fazer esse homem feliz!

ELES estão por aí… sonhando um com o outro… talvez ainda nem se conheçam… mas é só uma questão de tempo, até o destino unir essas vidas que se complementam e estão ávidas para amar e fazer o outro feliz.
Ou alguém duvida que o universo traz aquilo que desejamos?

Autor desconhecido

O Vizinho #69Letras

I’m not feeling Gentle Tonight.

I’m not feeling Gentle Tonight.

Sentado na poltrona sinto-me agitado, impaciente e de olhar fixo em ti… A luz de presença do quarto permite-me deslumbrar as ténues e sensuais curvas do teu corpo, o leve tom de café com leite da tua pele saliva-me a boca, o brilho negro dos teus cabelos me seduz… Meu pensamento prende-me em ti, a ti e somente a ti, meu libido só deseja teu corpo e o teu prazer, minhas vontades só querem ser saciadas por ti e em ti.
Em cima dos lençóis de cetim enrolas-te e serpenteias teus desejos e fantasias, percorres-me com os olhos todo o teu desejo, deixando-me ainda mais desejoso.
Hoje não me sinto gentil, e muito menos amoroso num sentido de carinhos e de mimos suaves. Trouxe alguns dos teus brinquedos preferidos, e sei que ainda tens a chibata e a venda que deixei cá ficar na passada terça-feira, mas quero usar o meu cinto para te prender pois sei que adoras sentir o couro nos teus pulsos e nos teus tornozelos…
Levanto-me e levo a Ball Gag. Vens até junto de mim gatinhando e ronronando como uma gata com o cio, pedindo desesperadamente que te tome como meu objeto de luxuria e prazer…
“Senhor, use e abuse de mim!”
Nem imaginas como isso me satisfaz, sabendo “I not feeling Gentle Tonight….”

O Vizinho #69Letras