Arquivo de etiquetas: deitado

SEM TE TOCAR!

received_1208459322521007

Deixa-me deitar-me a teu lado…
Encostar-te no meu regaço…
Prometo que não te toco..
Só te envolvo no meu abraço…
Quero penetrar-te os olhos…
Só com o meu olhar…
Quero Amar-te…
Sem te tocar…
Quero sentir o teu cheiro…
Sem sequer respirar…
O teu arrepio…
Que me faz arrepiar…
Afagar-te os cabelos…
Nos meus dedos nús…
Deitados na mesma cama…
Somente eu e tu…
Deixa-me entrar na tua mente…
Ler os teus pensamentos…
Deixar de ser a recordação…
Dos nossos momentos…
Deixa-me beijar a tua boca…
Sentir de novo o teu sabor…
Sentires que na minha Alma…
Tu és o meu único Amor…

POETA SOLITÁRIO

Saí do teu quarto, pisquei-te o olho, e fui-me embora.

 

b9b49ea31ec927b6210bf14a837cc8ba

Fotografia: Via pinterest

Estás deitado na cama com o corpo exausto pela nossa tarde amor. Observas-me enquanto me visto.
Observas-me e eu sei o que observas, e isso faz-me sorrir.
Observas-me e não gostas do que estás a ver, do que estás a sentir, do que está a acontecer, e eu, gosto disso!
Transformei-me para ti, fui tudo o que pediste e agora enquanto te observo vejo no teu olhar o arrependimento.
Levantei-me da cama assim que atingiste o orgasmo, dei-te um beijo de fugida na testa, apanhei as roupas espalhadas pelo quarto e vesti-me ao som da doce vingança audível dentro do meu corpo. Tive de te virar costas, porque servir-te o mesmo prato e ver-te desfeito na cama a observares-me deixou-me bem!
‘Sinto falta como eras antes’ – disseste.
‘Sentes falta de quando eu me enrolava a ti depois de fazermos amor, de ver os meus olhos brilhar sempre que falavas comigo, sentes saudades do meu jeito meigo de te amar e cuidar, sentes falta de estares acima de mim e de me ignorares enquanto dava piruetas para te agradar’. – respondi-te eu em silêncio.
Saí do teu quarto, pisquei-te o olho, e fui-me embora.

 

A Vizinha

Prometo-te.

219b1e8324c523783a22ca2de7b66d62

Abraçar sempre que precisares daquele abrigo,
Sorrir sempre que precisares de colorir o teu dia,
Beijar-te quando o silêncio já não chegar,
Acariciar o teu corpo quando este pedir ou até mesmo quando não pedir,
Mimar enquanto descansas deitado ao meu lado,
Proteger quando o chão ruir sob ti,
Fazer-te corar com a minha meninice.
Prometo-te estar. Ser. Cuidar. Partilhar.
Prometo estar ao teu lado. De igual para igual.
Prometo-te.
Ser eu.

Gélido coração que pela espera anseia.

image

Gélido coração que pela espera anseia. Na inquietude da incerteza meu pensamento vagueia, como se o que se toma entre vales perdidos, não mais volta de coração pleno. Quando o mundo se funde no infinito e o mar acaba, pelo teu abraço e teus beijos, deitado no batel da vida, formo poemas em forma de esperança.
Que um dia unidos, e no meu leito te tome, meu gélido coração, se derreta e no vermelho do calor, te tome como certa.
O Inquilino

?A vizinha #69Letras