Desejo tão urgente que não precisa de apresentações.

Hoje as mãos rejeitam a caneta, o papel não acolhe as palavras e tu penetras-me na mente e impedes-me de cuspir o turbilhão de emoções com que me invades sem permissão a altas horas da noite. Tento-me concentrar nas palavras que trocámos hoje, mas foi mesmo sobre o quê? Apenas me recordo do movimento dos…