Arquivo de etiquetas: cueca

Preciso de te ver novamente!

Ontem quando ia para mais uma daquelas reuniões chatas, vi te. Que pedaço de homem meu deus. Alto, cabelo rapado, óculos e corpo bem definido… Humm! Vinhas com um capacete na mão e casaco de cabedal que por sinal te dava um ar de bad boy. As minhas colegas e eu entramos no elevador e tu também. Cruzei o olhar com uma das minhas colegas e ambas pensavam o mesmo. Que tesão! Só me apetecia sair contigo no primeiro piso e seguir te para os balneários. Sim porque eu sei que tu ias ao ginásio. Quem te gostava de fazer suar era eu. Quanto mais olhava para ti, mais sentia as cuecas a molhar… Passei a reunião toda a pensar em ti e nas varias formas em que te ia fazer suar. Deixaste me louca por ti. Segunda-feira que vem até vou com mais vontade a reunião. Preciso de te ver novamente!

Peregrinus #69Letras

“… estás-te a babar toda!”

Texto Erótico|M18

Há uns meses atrás combinei ir beber um copo com alguns amigos meus. Fomos até a um bar e dai para um salão de jogos. Chegando ao salão reparei num homem esbelto. A cara dele não me era estranha, mas não me conseguia lembrar de onde o conhecia.

Os meus amigos decidiram ir jogar snooker… Eu sentei-me perto da mesa e fiquei a escrever para vos. Estávamos todos animados. Os que não estavam a jogar foram jogar as setas. Eu continuava ali sentada quando olhei para a mesa dos meus amigos e vi-o. Ele estava com o olhar fixo em mim e a falar para um dos meus amigos. Fiquei completamente parada no tempo. Aquele olhar penetrava-me alma e deixou-me com as pernas a tremer. Fiquei a olhar para ele, enquanto ele se preparava para uma partida contra os meus.

Eu estava tão enfeitiçada que já não dava fé das outras pessoas. E foi ai que ele se virou para mim e me começou a provocar. Sentia as minhas cuecas a molharem-se. Ele chamou-me para ir jogar com ele, mas eu negava dizendo que não sabia jogar. Ele pegou na minha mão e levou-me até a mesa dizendo que me ia ensinar. Deu-me o taco para as mãos. O toque de seus dedos na minha pele me deixou arrepiada. Chegou-se por trás de mim e encostou-se para também poder posicionar as suas mãos no taco. Senti de imediato o seu pénis a roçar no meu rabo. As minha pernas tremiam e as minhas cuecas já estavam encharcadas…

Com um movimento rápido ele largou o taco e fez me larga-lo também para me virar de frente para ele. Estávamos agora cara a cara e eu sentia a minha respiração a acelerar. Depois de me penetrar com aquele olhar misterioso e sedutor agarra-me pelo pescoço e beija-me com intensidade. Sinto a sua mão percorrer o meu corpo… Parando nas ancas também a sua outra mão percorre o meu corpo. A minha camisola desliza para cima deixando os meus fartos seios envoltos de um sutiã vermelho de renda aparecer. Ele para de me beijar e aprecia o que agora esta a vista. Com um olhar maroto desliza o seu polegar direito para dentro da copa e começa a fazer círculos a volta de um dos meus bicos e este fica rijo com aquele toque suave o que me faz soltar um gemido. A sua mão esquerda desliza para as minhas costas. Enquanto isso ele se encosta mais contra mim e eu sito a sua tesão enorme a fazer pressão contra a minha vulva inchada… O sutiã cai.

“Peregrinus! Peregrinus!”… “Ah?” Oiço alguém a chamar por mim. Viro-me e dou de caras com uma das minhas amigas. “Peregrinus, estás-te a babar toda.” Literalmente! Que vergonha. Saio dali a correr…

Peregrinus #69Letras

 


Regista o  teu cartão de cliente e obtém 10% de desconto em todas as tuas encomendas!

www.aubaci.com/69letras

Uma noite que nunca mais vou esquecer…

Texto Erótico|M18
Há uma noite que nunca mais vou esquecer… Era Verão, por volta da uma da manhã e estava imenso calor. Estava eu a passar na Rua Dr. Manuel Espírito Santo em frente a escola EB 2 e 3 de Luís António Verney quando avisto um casal no pátio da escola aos beijos… Só reparei neles porque não eram meros beijos, eles beijavam-se intensamente. Notava-se bem o desejo mútuo entre eles. Sem consciência do meu ato, escondi-me atrás de um dos arbustos e fiquei a velos. Vejo o homem encostar a mulher a parede e suas mãos deslizarem para um dos seios da mulher, com um movimento rápido sua blusa e sutiã desceram para sua cintura o que deixou a vista uns belos seios espetados. Aquele homem cheio de fome agarra num dos seios e começa a chupar. Vi aquela língua percorrer cada centímetro dela e desejava que fosse eu… Levei a mão esquerda aos seios e a direita a coxa. Como estava de vestido bastou-me deslizar à mão em direção a minha vulva e sentir o quão molhada já estava simplesmente vendo aquele casal se amar. Ele levantou a saia da mulher virou-a de costas para ele e desviando sua cueca penetrou-a bem fundo e forte. Ela deu um grito que se transformou num intenso gemido. Enquanto ele investia nela eu penetrava-me com dois dedos. Os meus movimentos estavam sincronizados com as investidas dele. Levei os dedos a boca para me saborear e penetrei-me novamente… As investidas começaram a ser mais rápidas e os três atingimos a êxtase ao mesmo tempo. Sem dar tempo para recuperar o fôlego apressei-me a recompor-me e a sair dali, para que ninguém me visse. Com passos rápidos encaminhei-me para casa do meu namorado e cheia de desejo passei uma noite intensa e prazerosa com ele.

Peregrinus #69Letras

Imagem: Taylor Hill by Miguel Reveriego