Arquivo de etiquetas: coração

Senti…Sem ti!

Sinto-me um cobarde, só…derrotado pelo destino…(sem ti)
Na (in)certeza de sentir (sem ti…)
Na (in)certeza de viver (sem ti…)
Dou comigo rodeado de muitas pessoas…mas incrivelmente só…
(Sobre)vivendo à tua ausência
Escrevo mentalmente centenas de parágrafos, numa orgia de letras e sentidos. Confesso vontades, sobre a forma de pedidos de clemencia…para diminuir a solidão…! Suplico por mais um pouco de ti…só mais um pouco…! Peço pouco….mas sou ganancioso de mais….porque realmente quero é tudo!
Um querer não de posse ostensiva…mas de necessidade oculta…de fome…
Faminto do teu corpo, sequioso da tua alma…
Consumido pelo teu olhar…senti…
Sem ti…..senti a impotência…a dor da ausência…
Sem ti… senti…

palavrasquequeimam  2017 #69Letras

Beija-me

Beija-me

Como se o amanhã

Não fosse chegar

E hoje fosse o derradeiro dia

Para me amar.

Continuar a lerBeija-me

Quando os meus olhos se fecham….

Quando a noite cai e os meus olhos se fecham, vejo-te a correr livremente pelo meu pensamento, de cabelo solto ao vento, feliz como as chitas de Shamwari.
Vagueias em mim de pés descalços, de seios despidos, de sorriso rasgado e com o sol a clarear esse teu corpo de menina feito mulher.
Teimas em chapinar nas poças das minhas ilusões, baralhas-me a razão e excitas-me com o teu perfume de flores silvestres e águas bravas de Niagara.
Sinto-me teu, tão teu, que chego a tocar o teu corpo imaginado, a beber dos teus seios, a morder a tua vulva selvagem.
Perco-me nos teus cabelos. Agarro-os com força, quase tanta quanta a força que abuso do teu quadril.
Beijo-te o ventre, deslizo a minha língua descontrolada pelo teu corpo, acaricio-te o rosto, sorris, para por fim beber do mel que jorra de ti.
Sou teu, sabias?
#PSassetti 26.06.2017
#69Letras

Olha o céu e sente-me!

Olha para o céu…
Consegues imaginar e calcular a distância
entre as estrelas?
Consegues medir a intensidade do brilho de cada estrela?
Consegues prever em que sítio vai estar cada estrela que vês hoje … mas amanhã ?

Há coisas que não podemos definir com certezas … assim,sem métodos científicos!!!

E há coisas que nem os métodos e apoios científicos nos conseguem fazer saber quantificar ou descrever a sua intensidade, o seu brilho e momento em que é sentido….
Como os sentimentos…

Olha o céu …. certifica-te do que te disse!
E depois podes sonhar-me, sem o controle da tua mente …

©My sighs 2017 #69Letras

Antes arriscar o perder que para sempre quase nada ter.

Saudades de te olhar…
De te desejar.
Despir com o olhar.

Nem o tempo me fez perder
aquele sentimento de querer.
De quase ter…
Sempre tão perto… Continuar a lerAntes arriscar o perder que para sempre quase nada ter.

Nada mais que palavras….

Nada mais que palavras, palavras levadas num sussurro….
Peço-te que me leias no teu mais profundo silêncio, aquele momento intimo e único….
Pedia-te para fechares os olhos e esvoaçares sem rumo, mas não me irias ler….
Por vezes ler-me é uma perda de tempo, por vezes ouvir-me é uma responsabilidade….
Não é tanto o que podes fazer por mim, mas sim o que eu posso fazer por ti….
Poderia tentar fazer-te feliz, colocar um sorriso nos lábios….
Uma alma alegre é uma alma preenchida, um corpo saciado….
Mas longe de estar satisfeito, uma mulher satisfeita é um objectivo complicado….
Não é uma hora, não são seis horas, muito menos doze e até mesmo as vinte e quatro….
Uma mulher satisfeita é uma vida dedicada, um amor inconfundível, não é sexo, é amor….
Por mais linhas que pudesse escrever para saciar esse teu apetite voraz, sei que jamais o poderei saciar,
porque tu tal como eu, precisa dos beijos….
Precisa dos carinhos, dos mimos, de sentir o calor invadir o corpo, mais importante, invadir a alma e isso só se conquistando a alma e o coração….
Palavras, meras palavras que aquecem a alma…. Mas não o coração, não estou aqui….

“Vive o presente, relembrando o passado sonhando com o futuro” ….

Palavras, puras palavras são as que me saem da alma, do coração envelhecido, mas feliz, cansado, mas guerreiro….
Fecha os olhos….
Sorri….
Respira….
Sorri….
©NMaufeitio 2017 #69Letras

A minha SOLIDÃO tão minha

Hoje para variar um pouco vou-vos abrir a minha alma, parte dela pelo menos.
Aqui há pouco tempo, alguém que nos segue na página e conhece a minha verdadeira identidade, pessoa que muito estimo questionou-me se não me sentia Só.
Quem me lê com alguma regularidade deve-me achar um tarado ou pervertido, quem me conhece intimamente sabe que apesar de florear algumas situações e, nunca mencionar nomes todas elas são biográficas e realmente aconteceram em algum momento da minha vida.
Posto isto passo a responder à questão.
A solidão para mim é uma escolha felizmente, não o resultado de algo nefasto ou cruel, como é óbvio.
Não nasci Bastardo.
Desde muito cedo que me sinto um homem de paixões, ou era tudo ou nada, entreguei-me sem restrições nem limites a todos os amores que tive fosse de forma inocente ou deliberada, tentava aprender com os erros anteriores e fazer melhor.
Todos nós sabemos que acabamos involuntariamente por cair nas mesmas armadilhas, nas repetições mais ou menos dissimuladas mas com igual resultado. Mágoa, dor, isolamento, incompreensão, perda de confiança.
Depois do meu último divórcio resultado da minha incontrolável libido e excesso de traições coloquei um basta. Fiz celibato durante perto de um ano e, resolvi renascer para mim próprio, Comecei por isolar o meu coração da mágoa, não falo em erguer muros e paredes que mais cedo ou tarde vão fracturar e cair. Refiro-me exclusivamente à parte dolorosa, alimento o meu coração com as amizades verdadeiras que me têm nutrido o espírito. Com novas amizades como as que descobri neste grupo, que me recebeu de braços abertos a mim e à minha mente devassa.
Alimento-me dos seres magníficos com os quais vou cruzando ao longo do dia a dia e que me mostram, que a humanidade não está totalmente perdida, perguntam-me.
E as mulheres?
As mulheres para mim são algo de maravilhoso, único, amo cada uma intensamente, a minha intenção é, e será sempre o seu prazer e dedico-me com todo o meu ser a esse objectivo, seja uma loura de manhã e uma ruiva ou morena há tarde ou à noite.
E…, não! Não é qualquer uma!
Essa fase passou-me logo aos vinte anos, agora no presente, têm que ter algo que me atice. Seja o olhar ou o sorriso, o cheiro ou o som da sua voz, a malícia ou provocação dos seus trejeitos.
Em dias de sorte tudo isto combinado com o órgão mais sexy que conheço e penso, que as meninas concordaram comigo.
O cérebro.
Vibro com a inteligência, excita-me a incrível capacidade que elas têm de dialogar quase sem falar, a forma delicada do olhar e a expressão corporal que quase inconscientemente me seduz.
É divinal!, Na verdade nem sozinho me sinto só, em casa tenho imensos diálogos unilaterais.
A minha loira de 4 patas ora concorda com os meus desabafos lambendo-me a cara efusivamente ora, discorda e dá-me pequenas marradinhas no toutiço, enquanto observo a imensidão da lua ou plenitude do oceano e absorvo deles a sua energia e paz.
Na verdade, sou uma mente plena de sentidos como todos nós mas no meu caso, meu corpo é uma prostituta de Elite que se dá, não por dinheiro mas algo muito mais valioso.
O prazer de dar prazer.
Grato por me aturarem.
©Bastardo 2017 #69Letras