Arquivo de etiquetas: coração gigante

ela tinha escondido um coração gigante e ele do seu tinha feito um novelo…

12508755_1647231352189262_5944558754952955058_n.jpg

 

Nunca se encontraram, ela porque vivia de mente fechada, ele porque vivia noutro lugar onde nunca moraram e por isso nunca se encontraram. Ela achava que já tinha sofrido bastante, ele porque achava que ser sensível era um pesadelo, ela tinha escondido um coração gigante e ele do seu tinha feito um novelo. Mas naquela manhã de sol de inverno, tropeçaram no degrau que a vida criou, ela cruzou se num fugidio olhar dele terno e ele nas mãos dela num afago tropeçou. E ali ficaram horas avançando e recuando, ela enrolava a toalha da mesa, ele suspendia a respiração de vez em quando tentando duas almas entender a sua natureza. Já as estrelas abraçavam a lua, quando se aperceberam os dois, que as conversas fluiam no meio da rua, como se a vida já fosse feita num depois. E aquelas mentes de coração fechado, numa sensibilidade de gémea alma, acabaram esquecendo nas horas o passado e sem demoras se beijaram com calma. Apesar de nunca se terem encontrado, apesar de nunca sequer terem algo parecido e em comum, ela abriu a mente e nem sequer se lembrou do passado e ele fez dos seus corações apenas um. No novelo da vida quem é que sabe quem o tece, muitas vezes curta muitas vezes comprida, esta coisa do amor muitas vezes acontece. Apesar de nunca se terem encontrado, apesar de nem sequer terem muita coisa parecida, ambos se amaram num espaço fechado criando vergonha ás certezas da vida.

O Inquilino