Com o palrar na ponta da lingua

Sou daquelas pessoas que acordam já a pensar no que têm para dizer.  E o café da manhã, acreditem que não é tranquilo como o nascer do sol numa montanha.  Pois, não sou a bandeira azul da praia. Mas sim o perigo dum mar revolto! Falo pelos cotovelos! E nem peço desculpa. Tenho lá culpa…

Eu e tu somos vida…!

Nos teus braços, o mundo sou eu e tu. Eu e tu, é outra vida. É brilho nos olhos Sorrisos sinceros Faíscas na pele. As roupas? Essas estorvam a comunicação entre as almas! As pessoas? Distraem a nossa cumplicidade. É no nosso quarto que a nossa pele festeja e a nossa alma descansa. Na nossa…