A saudade sabe bem

A saudade sabe bem quando a sinto por ti. Foi tão bom ter-te vivido. Saborear a dor que penetras em mim é apenas o preço que pago por ter burlado o diabo com uma alma que eu já não tinha, por antes ta ter oferecido. E agora que ma devolveste, com resquícios do cheiro impregnado…

Eis como Fenix renasce

Envolta em fumo de cigarros alheios, me ergo das cinzas de batalhas de outrora. Sacudo o pó juntamente com o cheiro a sangue fresco da ultima batalha ainda. Passo as minhas mãos ao de leve nas cicatrizes das tuas investidas, pequenas lembranças da força da tua raiva em mim. Confesso que adicionam mais charme à minha beleza….