Arquivo de etiquetas: chão

No quarto

Texto Erótico [ maiores de 18 ]

Entras no quarto…

Deixo-te vir até mim…

Beijo-te os lábios…

Tiro-te a  roupa devagar…

Passo os dedos no teu corpo, até ficares nu…

Sento-te numa cadeira em frente ao espelho e inclino-me sobre ti… aproximo a minha boca do teu centro…

Elevo o meu rabo, para que tenhas uma visão completa do meu corpo ( as costas, o rabo, vislumbres da minha parte mais íntima , conforme me movimento).

Começas a ganhar vida quando sentes  os meus lábios e a minha língua a percorrer-te.

Os teus gemidos…

Os teus espasmos, quando a minha boca te sorve por completo e o meu corpo acompanha o ritmo.

Não te deixo tocar-me…

Elevo-me e dou-te os seios a provar.

Toco-me e levo os dedos à tua boca, deixando que sintas o meu sabor…

Roço-me em ti… como te  agitas de desespero.

Reclino-me na cama, atrás, e toco-me muito lentamente em todos os sítios que sei que te levam à loucura….

Devagar… muito devagar… vou tirando o pouco que tenho vestido. Adoro o acto de te provocar…

Sinto o meu sabor enquanto o teu olhar me faz gemer e entro em combustão…

Chego-me a ti…

Sento-me no teu colo …

Abres caminho  em mim….

Atiras-me ao chão e sorves-me com ansiedade fazendo com que os espasmos me trespassem…

Grito o teu nome….

Peço que me tomes de novo , que te faças sentir tudo, outra vez…

©The Oyster 2017 #69Letras

Quero-te tanto… digo-te tão pouco…

12239611_1624828764429521_5569793421957142455_n

 

Enquanto dormes estou agarrada a uma caneta em vez de ser a ti.

Devia de estar aí sentada do teu lado e sorrir por colorir os teus sonhos.
Gostava de estar junto de ti a dar-te um carinho no intervalo dos rabiscos e beijar a tua pele em cada parágrafo. Enquanto isso, aqui estou eu a sorrir a cada virgula e tu a rodopiar dentro da minha mente! Quero-te tanto… digo-te tão pouco…
Se ao pé de ti estivesse a caneta e as folhas aqueciam o chão, teu corpo antes em repouso ondularia com o meu pelo colchão… Por fim acomodaríamos a alma num abraço de união.
Quero-te.
Dorme bem.

?A Vizinha #69letras

Ao menos comeste

13254412_1697305450515185_2452810422453163047_n

Hoje os meus pensamentos foram parar a ti…
Não sei se foi por ter visto as nossas fotos, ou por ter ouvido aquela música tão nossa ou terá sido por me ter vindo sentar neste preciso lugar onde outrora me foderas?!
Lá te mando eu uma mensagem e como sempre cais na minha cantiga de bandido, e vens ter comigo…
Ao chegares perguntas o que eu queria…
Que mais puderia eu querer dele?! Estava ressacada, necessitava da sua droga. Admirado ficou de lhe dizer que a minha última vez foi com ele, e com o tempo que já tinha passado pergunta me como aguentava….
Mal sabes tu as loucuras e as brincadeiras que tenho sempre que chego a casa…. As inúmeras vezes que pensando em ti me vou deliciando com os meus dedos, com aquele vibrador que me ofereceste para não te esquecer…. Já não o suportava ouvir, só queria que me espetasse com a sua poderosa droga…
Fora de controlo mando-te contra o chão, e já em cima de ti apenas abro o teu fecho, por debaixo dos teus boxers retiro a tua seringa, desvio as minhas cuecas e espeto-a de imediato em mim…. A cavalgar lá vou a caminho das estrelas, numa corrida perdida pois ficaste pela lua…
Pára e retira-me de cima dele. Olho e pergunto-lhe se está a gozar comigo! 5min.?? Obtenho uma mera resposta: “Ao menos comeste…”
Mas que comi eu?! Aquilo foi entrar e sair… Nem deu para me sentir!!!
Cria-se tanta expectativa e tem-se assim uma viagem curta e precoce…
És tão fraquinho…

Little Patrice

O seu amigo havia partido…

12417811_1644590172453380_4666481472298188196_n

 

A noite em que saiu, para esquecer aquele rapaz carinhoso, sensível que sabe o que significa uma lágrima no canto de seus olhos e ausência de um sorriso, aquele por quem se vai apaixonando, mas…
Ainda assim, vestiu o seu vestido preto, o mesmo que a enaltece curva a curva, toda a maquilhagem estava perfeita, o desejo estava estampado no seu olhar, viu no outro lado do bar o Bad boy perfeito para a sua necessidade desenfreada de uma noite de loucura, conseguiu o seu prémio, não seria difícil dada a sua beleza.
A noite foi caprichosamente saciável, sentiu o corpo ser possuído, o orgasmo esteve latente no auge desse quase inigualável engate brejeiro de boémia vida noturna. Começou o dia, a luz do astro da vida surgia na brecha da janela do quarto. Com o corpo ainda nu e o lençol a descansar sobre ela, acorda na cama que horas antes a levaram num sexo desesperante e quente. Olhou para o lado, e eis que se descobre sozinha o lugar que estava ocupado, esta vazio teve então aí a sua primeira angústia e revolta. Eis…
Afinal quem ela queria esquecer continua morar em seu pensamento. O calor já passou… apanhou o vestido do chão, a maquilhagem desfeita, corre à porta de seu cavaleiro.
Trás consigo uma lágrima que precisa ser enxuta. Bate… mas esta não abre.
O seu amigo havia partido… Por não saber a dor de amar, e de a satisfação carnal não ser suficiente, descobriu alguém com quem iria acordar, com um sorriso de plena satisfação e um apaixonante olhar e um expressar singelo de… “bom dia amor, bom dia alegria!”
Leva consigo a lágrima por enxugar e a dor da perda.

RiCCo #69Letras

Coitada. Está apaixonada.

image

É-lhe muito mais fácil negar do que admitir que o quer e que sem ele não quer mais estar. É como se ao admitir não houvesse volta a dar, como se ela se pegasse ao colo e aos braços dele se entregasse: Toma! Sou tua.
Só a ideia de ela dizer que está apaixonada fá-la chorar. Diz ela que a faz sentir fraca, vulnerável, despida. Como se se abandonasse a sim mesma para se dar a ele.
Parece uma presa encurralada, mal consegue respirar o medo impera no olhar e o corpo não pode estar de tão agitado. É irônico vê-la assim. Ela que sabe sempre o chão que pisa e porque o pisa, ela que tem sempre respostas prontas e opinião sobre tudo. Agora não sabe nada. Não sabe que fazer, está desorientada, desnorteada. Sente-se louca.
Está apaixonada. O que poderia ser bom, só é pena aquele não teimoso, aquela cobardia em arriscar.
Sim, sou cobarde.

 

A Vizinha

São mais os dias que já não te amo do que os que te amo.

 

8d2f95eec05b26c1d41a02e0dc4ac9fb.jpg

Fotografia: Via Pinterest

São mais os dias que já não te amo do que os que te amo.
Nos dias que te amo nem mesmo a minha respiração faz sentido, cada minuto que passa, cada coisa que faça, cada coisa que olhe, não tem cor, imagem ou sabor. Nesses dias o teu nome ecoa na minha mente, o meu coração aperta e eu sufoco em saudades que brotam pelo olhar.
Choro a tua falta, choro uma história interrompida/inacabada, morro mais um pedaço, e deambulo neste mundo vazio de ti.
Nos dias em que te amo, não existe presente, nem futuro, existe apenas dor, vazio, tu, e as lembranças de nós. Às vezes não sei como vou sobreviver sem ti, sem a tua falta, sem a nossa história para continuar. Levaste o meu chão, os meus sonhos e nos dias em que te amo, não existo apenas vagueio, vazia de nada.
Felizmente, são mais os dias que já não te amo.
Na maior parte dos dias não me lembro de ti ou até que ainda moras em mim. As estrelas encantam-me, o vento dá-me esperança, e no meu peito esbanjo sonhos e desejos que se leem quando sorrio, e no meu olhar trago a certeza que a vida está só a começar e é assim que nos dias em que não te amo, os dias nascem e descansam e eu sigo sem te recordar.

 

A Vizinha

Prometo-te.

219b1e8324c523783a22ca2de7b66d62

Abraçar sempre que precisares daquele abrigo,
Sorrir sempre que precisares de colorir o teu dia,
Beijar-te quando o silêncio já não chegar,
Acariciar o teu corpo quando este pedir ou até mesmo quando não pedir,
Mimar enquanto descansas deitado ao meu lado,
Proteger quando o chão ruir sob ti,
Fazer-te corar com a minha meninice.
Prometo-te estar. Ser. Cuidar. Partilhar.
Prometo estar ao teu lado. De igual para igual.
Prometo-te.
Ser eu.