Ver alguém acender um cigarro e Pedir-me lume…

  Chega de desalinho Em mim De ficar presa ao atacador do tempo De deslizar nas frases sem sentido… Agora quero fazer sentido aqui Comigo! Na paz dos lençois brancos Com cheirinho a limpo. Quero ver lá fora papoilas Vermelhas Cheirar-lhes a cor Sentir os montes altos Mas alcançáveis e virar a esquina com um…