Arquivo de etiquetas: cabana

Até breve…

Purpura princesa que a olhos vagueia,
entre lobos acantonados nas cercanias,
acorda de teu pesadelo que o corpo te medeia,
não existem medos, nem urzes queimadas em serras vadias.
Purpura princesa, de caminhos trilhados,
vontades despertas em acampamentos de corpos lavrados,
por essa vontade incerta de mexer em amor deitados,
no suor agreste da mente suja de pecados.
Purpura princesa desperta e deixa o passado,
acanta te na beira da água que nasce da serra,
bebe da vida o cálice fresco e imaculado,
corpo presente em hortelã deitado.
Purpura princesa de sorriso semi aberto,
teu pensamento divaga sobre o céu descoberto,
na cor purpura de teu corpo de duna no deserto,
onde outrora nasceram cactos na mão puro gesto,
de liberdade aprisionada a cinzel no teu corpo manifesto,
levanta te, porque beleza que tens é muito mais que cor,
exterior de princesa e alma de rainha da primavera,
cheiro a calor em lenha de castanheiro a arder,
chama acesa a queimar devagar na beira da montanha onde a dor,
que te acompanha não será favor nenhum, a ti mulher sincera,
numa cabana de porta de madeira, sempre aberta, estarei a tua espera.
Colorida princesa, de porta saída,
corpo leve, alma varrida,
cheiro a primavera em teu peito sentida,
e gesto de sorriso numa curta despedida.
Até breve…