Arquivo de etiquetas: brincadeiras

Rendas e Amarras

Conto Erótico | M18

Entrar pelo quarto vendada…

Sei bem ao que vim, mas não vendo posso apenas sentir o que tens preparado para mim…

Trago a lingerie que pediste, as ligas, os saltos e o casaco…

O cheiro que reconheço enche-me as narinas e inalo pesadamente em antecipação. A voz de comando ordena que me livre do casaco. Obedeço… De qualquer forma a pele já me arde de excitação. Estou como gostas… Despida para matar, de cabelo apanhado, com alguns caracóis a cair sobre a face… Continuar a lerRendas e Amarras

Brincadeiras de cozinha!

Não sei se vocês são como eu…
Mas cá por estes lados adoro uma boa brincadeira na cozinha!
Existe algo…
Entre o calor do forno e o fresco da bancada que me fascina, que me deixa perdida.
Cá estou eu, entre o lombo e a manteiga…E apareces-me de soslaio na porta.
Muito sorrateiro como sempre, escondido entre o frigorífico:

”Sabes o quanto ficas bem enquanto cozinhas?”
”Não coração, mas de certo que fico linda por te encher a barriga”

Se lhe enchesse apenas a barriga estávamos nas ultimas e todo o bom da nossa relação tinha morrido.
Mas não, estamos sempre de barriga cheia!

O sorrateiro esquiva-se rápido para perto do comer… daquele que se move.
Quer comer, mas depois de se lambuzar comigo.
Poderia dizer…”ai se ele soubesse o quanto eu gosto”

O sacana sabe! E sabe muito bem!

Deixa-me pelo menos desocupar a bancada e por o lombo no forno, besuntar-te com manteiga para escorregares melhor que a seguir espetas tu o salpicão no meu forno!!

Krishna  69Letras

 


Ao menos comeste

13254412_1697305450515185_2452810422453163047_n

Hoje os meus pensamentos foram parar a ti…
Não sei se foi por ter visto as nossas fotos, ou por ter ouvido aquela música tão nossa ou terá sido por me ter vindo sentar neste preciso lugar onde outrora me foderas?!
Lá te mando eu uma mensagem e como sempre cais na minha cantiga de bandido, e vens ter comigo…
Ao chegares perguntas o que eu queria…
Que mais puderia eu querer dele?! Estava ressacada, necessitava da sua droga. Admirado ficou de lhe dizer que a minha última vez foi com ele, e com o tempo que já tinha passado pergunta me como aguentava….
Mal sabes tu as loucuras e as brincadeiras que tenho sempre que chego a casa…. As inúmeras vezes que pensando em ti me vou deliciando com os meus dedos, com aquele vibrador que me ofereceste para não te esquecer…. Já não o suportava ouvir, só queria que me espetasse com a sua poderosa droga…
Fora de controlo mando-te contra o chão, e já em cima de ti apenas abro o teu fecho, por debaixo dos teus boxers retiro a tua seringa, desvio as minhas cuecas e espeto-a de imediato em mim…. A cavalgar lá vou a caminho das estrelas, numa corrida perdida pois ficaste pela lua…
Pára e retira-me de cima dele. Olho e pergunto-lhe se está a gozar comigo! 5min.?? Obtenho uma mera resposta: “Ao menos comeste…”
Mas que comi eu?! Aquilo foi entrar e sair… Nem deu para me sentir!!!
Cria-se tanta expectativa e tem-se assim uma viagem curta e precoce…
És tão fraquinho…

Little Patrice