Coitada. Está apaixonada.

É-lhe muito mais fácil negar do que admitir que o quer e que sem ele não quer mais estar. É como se ao admitir não houvesse volta a dar, como se ela se pegasse ao[…]

Continue reading …

Shiuuuuuuu, não digas nada.

  Lancei-lhe um olá, foi tudo o que consegui dizer, mas tenho a certeza que o meu olhar lhe contou o quanto ainda a quero. Como é que ela faz? Os anos passam, mas ela[…]

Continue reading …

Estou sempre zangada contigo.

Já sei porque estou sempre zangada contigo, porque tanto implico e te trato como se me tivesses “feito algo de mal”, como tanto te queixas. Tu nao sabes, mas sim, fizeste algo que não devias,[…]

Continue reading …

Fujo de ti como o diabo foge da cruz

Tramaste-me. Fujo de ti como o diabo foge da cruz não que eu seja um anjo, mas tu és terrivelmente diabólico queres-me aprisionar a ti que deixe de ser minha para ser tua. «Tu já[…]

Continue reading …

Ao que iríamos brindar?

Tchin tchin. O nervosismo tomou conta de mim quando os copos foram servidos. Íamos brindar. Mas ao quê? – era a pergunta que me passava na cabeça. À tua chegada e precoce partida? Ao início[…]

Continue reading …

Apenas um beijo

Um beijo é tudo o que te peço. Só preciso de te dar um beijo para devolver à tua alma a esperança e voltares a acreditar que poderás voltar a amar, Apenas um beijo será[…]

Continue reading …

Eu mortal, tu imortal.

Olho para ti e ainda não descobri porque tanto me atrais, porque ouvir o teu nome me faz tremer e o meu corpo se dá a ti sem restrições. Tu e esse teu sorriso deslavado[…]

Continue reading …