Arquivo de etiquetas: beijo

Eu ainda lembro…

Não estás a ser justa!!
Porra!!
Pediste pela tua sanidade mental que te deixasse ir…
E a minha sanidade??Apareces assim??
Com esse ar de mulher bela e quente…
Olhos rasgados!!
Boca semi aberta pelo sorriso e por promessas de prazer…
Sim!!
Eu lembro bem desse vestido… Continuar a lerEu ainda lembro…

Sonho ou realidade?

Texto Erótico |M18

Em conversa durante o final da tarde deixaste escapar que irias ficar a dormir num hotel perto de mim pois estavas cansadíssimo e tinhas que voltar de manhã cedo, por isso decides nem ir a casa. Continuar a lerSonho ou realidade?

Falta…Vazio

Aquela sensação de vazio, de falta
É isso falta,
do teu beijo que me deixa trémula,
Aquele beijo que me faz perder o fôlego,
que me corrompe a alma
E me aquece o coração
Falta do toque dos teus lábios no meus,
A tua língua a fazer o desenho perfeito dos meus lábios
Fazendo o meu corpo sucumbir aos desejos carnais
Tu sabes que aquele beijo é o inicio do fim da minha sanidade
É o elo o ponto fraco da minha mente deixar de agir,
do meu corpo se render aos teus desejos.
Sinto falta….
©Lola 2017 #69Letras

Beija-me

Beija-me

Como se o amanhã

Não fosse chegar

E hoje fosse o derradeiro dia

Para me amar.

Continuar a lerBeija-me

Perfume…

Hoje não sou eu…
Também tenho os meus momentos de insanidade controlada que me descontrola. Continuar a lerPerfume…

Eu, tu e uma dúzia de gaivotas…

Deslizo os meus dedos macios pela tua pele eriçada, como que numa dança de cereais maduros nos longos campos livres da Califórnia do Sul, à mercê do vento e com sabor a maresia. Aprecio o teu tremor.  Demoro-me.
Dedilho calmamente o teu dorso como numa valsa de Viena, sem pressas, e empenho-me na descoberta incessante do estimulo dos teus sentidos.
Perco-me livremente pelos teus sinais, deixo-me conduzir por eles, percorro-te sem destino.
Provo dos teus lábios molhados de sal em beijos demorados com sabor a pecado e a ternura, enquanto que afago o teu cabelo contra o meu peito.
Ao longe, o sol demora a esconder-se. A praia está deserta, estamos apenas nós a contemplar o momento, abraçados, longe de tudo, com o coração cheio de emoção e mais uma dúzia de gaivotas.
Os nossos corpos abraçam-se, entrelaçam-se, fundem-se. Penetro-te, sinto-me a deslizar calmamente pela tua vulva que me chama. Contorces-te. Aconchego-te. Percorro o teu pescoço sem pressas com o meu arfar quente, já agitado. Suspiras, soltas um gemido mais forte, afugentas as gaivotas. Despertas em mim o meu lado secreto, adormecido. Sinto-me empolgado. Sinto-me teu, neste fim de tarde, onde abraçados a ver o pôrdo sol, quiseste ser minha.

Não me tentes por favor….

Raios!!! …
Raios!!! …
RAIOS MULHER!!!!
Porque teimas em sorrir assim para mim?
Porque lanças esse teu charme carregado de pecado no olhar e pronuncias os teus mamilos quando chegas fresca pela manhã?
Porque continuas a encher o escritório com esse perfume de desejo?
Já te disse que não…. não pode ser….sabes que não podemos…. és a mulher do meu chefe, raios mulher, controla-te!!! Faz-me controlar….
Amaldiçoado seja o dia em que te mostrei o que escrevo, em que te abri um pouco deste meu mundo secreto onde sou eu, e em que tu subiste o teu vestido para meu deleite e estupefacção.
Maldito seja o dia em que te beijei, em que te roubei o primeiro beijo e em que provei o mel que escorria em abundância pela tua vulva.
Esquecido seja o dia em que te suguei sem medo esses mamilos doces como laranjas, que me enlouquecem.
Não pode ser, não podemos… não posso voltar a abusar da tua boca, nem tocar a tua garganta com o meu membro em brasa, enquanto que a tua língua empenhada se delicia à minha passagem.
Não podes voltar a olhar-me fixamente enquanto que a tua boca abusa de mim sem freios incapaz de parar.
Não podemos, não devemos repetir os orgasmos compassados e abundantes que tivemos, quando sem aviso te invadi esse teu rabo empinado, fazendo-te soltar gemidos e gritos que invadiram toda a sala, até o meu suco jorrar como um rio bravo na tua boca.
Não podemos!
Desculpa….. não podemos….. não me tentes…..
…. não resisto….
#PSassetti
#69 Letras 23.06.2017