Eis como Fenix renasce

Envolta em fumo de cigarros alheios, me ergo das cinzas de batalhas de outrora. Sacudo o pó juntamente com o cheiro a sangue fresco da ultima batalha ainda. Passo as minhas mãos ao de leve nas cicatrizes[…]

Continue reading …

Que amor sobrevive por meio do egoismo?

Recordo aquele amor como recordo uma história, lembrança de um sentimento, mas hoje já não fere ou inflame. É uma passagem, uma história, uma no meio de tantas outras já vividas. Se vivi, faz parte[…]

Continue reading …