Sinto-me uma rebelde…

Essa fúria toda… porque a tens? Pior… porque é que eu a quero? Não sei se é a fúria que quero ou se te quero a ti com essa fúria toda. Sim, certa que te quero a ti com essa fúria toda. Bem em cima de mim. De mãos cravadas em mim. Tu bem dentro…

Sou a tua Bad kitty

Sou a tua Bad kitty….. E sabes que sim…. Comigo és simplesmente tu próprio… Sem barreiras, mentiras ou encenações ….. Tudo é concretizado. Todos os segundos aproveitados ao máximo. E no fim, fica aquele sabor agridoce a “quero mais”. As unhas cravadas no teu corpo fazem te desejar mais. E tu vais voltar, voltas sempre…