Lágrimas salgadas

Quando acordei o sol fustigava-me a cara. O sal daquela maresia de final de tarde de outono na praia, cravava-se sem contemplações no meu rosto como punhais de Naruto. Eu estava febril, a minha pele crepitava, os meus músculos estavam entorpecidos, o meu coração estava doente, os meus lábios secos pareciam incapazes de se moverem….

A escuridão é o meu templo , a minha casa , o meu mundo mais perfeito , onde encho o peito …. A cama onde me deito.

  Perdi-me algures na escuridão, deixei me ir por caminhos desconhecidos , Cruzei me com viajantes à muito perdidos , vivi vidas de vários , senti frio , senti calor , senti me em casa ou por vezes desfasada . Mas voltarei a perder me na escuridão vezes sem fim , lá encontro paz ,…