Arquivo de etiquetas: ansear

Sem principio nem fim

ec3f011279b67cc1c3b7fb37b2cc50b3

Escrevo sem principio nem fim, a história surge a meio e está longe do fim. Gosto de continuações… foram tantos os inícios e fins…. saudades de continuar dia após dia, de me embrulhar na mesma personagem e no mesmo sentir.
Escrevo como gostaria de viver, já estar a meio e longe destes fins que me levam mais um pedaço.
Gosto do meio, onde os alicerces já estão fundados, gostos das histórias que escrevo onde conto momentos que nunca começaram e no ar fica o gostinho de um bocadinho mais… Assim sou também no que toca ao prazer, não anseio aquele orgasmo que me deixa sem força, gosto de estar a meio perdida de desejo onde o fim daquele momento ainda se encontra longe.
Meios sãos os meus infinitos onde tudo continua sem prazo de acabar. Gosto disso, gosto do que continua e me faz sentir estável.

Faz like na nossa página no facebook

Sem perguntas, sobes também…

04213b90dbd53470b37942b6788a6ce0

Segues-me em silêncio intrigado pela minha escolha.
Alcanço as escadas de serviço deixando o elevador para trás… os meus saltos ecoam pelo prédio em passos apressados enquanto as subo.
Sem perguntas, sobes também…
Enquanto sobes as escadas revelo-te as minhas intenções através de pistas largadas pelo chão.
Primeiro encontraste o cachecol no corrimão que já me asfixiava, seguiu-se o casaco pesado para dias de inverno como os de ontem, o vestido que elogiaste no restaurante, uma meia, e depois a outra, encontras o soutien e por fim as cuecas…
Os teus olhos alcançam-me no cimo do lance de escadas, e estancas a contemplar as minhas curvas expostas para ti. Juro que senti o teu toque através do olhar.
Os teus olhos devoram-me, dos saltos ao cabelo, parando, nas minhas coxas e no ventre, provoco-te e rodo para ti para que vejas tudo o que vais ter essa noite… sobes as escadas sem pressa.
Anseio-te.
Aproximas-te de mim, e seguras-me nos cabelos e prometes-me fazer tua essa noite.