Arquivo de etiquetas: amor pela vida

“E o TEMPO que se vai..”

Tempo!!!

Quem me conhece bem sabe que o tempo nunca foi algo pelo qual me regi.

Não me deixo controlar pelo tempo.

O tempo de responder a algo como um email ou um sms, o tempo de me encontrar com alguém ou mesmo o tempo para fazer algo que teria marcado.

Não gosto.

Não sou cumpridor de tempo mas, de forma distraída e relaxada.

Não o faço propositadamente mas, infelizmente, o tempo tem começado a derrotar-me aos poucos.

Não que eu me comece a reger por ele mas, sim porque ele passa sobre todos nós e nos modifica.

Hoje, na casa dos 30 sofro de medos causados pelo tempo, que nunca sofri antes.

Medo que o tempo leve minha família, medo que o tempo um dia me leve de ti, medo que o tempo me leve tudo e que eu não consiga cumprir tudo a que me propus cumprir na vida.

Medo que os meus pais nunca venham a saber o quanto os amo, antes que o tempo os leve, medo que não te apercebas o quanto preciso de ti para viver, antes que o tempo me leve de ti.

O tempo infelizmente não pára e tantas vezes eu gostaria de o congelar e ficar a olhar os que mais amo e preservá-los ao máximo, num tempo sem fim.

Aprendi a viver com o tempo que tenho e o que me resta, com as suas horas, minutos e segundos.

Aprendi a saborear cada momento destes meus dias e tentar desfrutar ao máximo como se os vivesse em câmara lenta.

O tempo, esse, um dia me levará de vez, para junto dos que amo e que o tempo já levou mas, até lá vou aproveitar cada segundo junto a ti e aos nossos e nunca me descurarei de tentar mostrar o quantos vos amo.

#Anonimo #69Letras

 


https://www.aubaci.com/69letras

Visita a nossa loja online e obtém 10% de desconto em todas as tuas encomendas! 69 novas formas de prazer!

Será que sabias

Será que sabias que te amava se nem eu próprio o admitia,
será que sabias que procurei em mil faces o teu sorriso sempre em vão,
busquei em milhares de olhos o teu brilho, em milhares de peles o teu odor, o teu calor,
numa busca infrutífera pelo reencarnar da tua alma algures neste mundo,
será que sabias que quando partiste levaste contigo parte do meu coração que nunca mais se completou,
será que sabias no dia em que partiste, me ensinaste que a vida não existe nos planos de um futuro imprevisível,
mas sim nos momentos presentes, um dia de cada vez,uma hora de cada vez, um minuto na sua vez,
que a vida é frágil e célere mas também maravilhosa, um acto de magia em cada golfada de ar que nos preenche os pulmões,
em cada batida no peito de um músculo tão perfeito e tão forte, o teu , logo o teu que tinha que fraquejar tão cedo,
ainda tinhas tanto para dar ao mundo, tanto para me ensinar a mim acerca de mim próprio,
será que sabias que desde que te espalhei no mar dos meus olhos, mais nenhuma lágrima brotei,
será que sabias que na solidão ainda é a ti que recorro, que me consolas, que me sorris, que me abraças,
será que sabias que não estás presente mas ainda existes, que enquanto a minha mente for minha, na minha alma vais sempre habitar.
Em honra de todos aqueles que a doença leva antes do tempo.
Bastardo #69Letras

Danças comigo?


Hoje vou dançar sozinha.
Quero sentir a música a brincar com o meu corpo. Vibrando em cada centímetro da minha pele. Deixar-me ser invadida pelo ritmo da vida!
Quê? Estás doida Steel!
Ahahahah.  Eu sei que para muitos de vocês, é isso mesmo que sou.

Uma doida! Estranha! Extraterrestre! Desvairada!

Nada disso meus amigos.
Eu sou aquela que dança ao som da vida!
Eu sou aquela que troco um nariz empinado por uma gargalhada sentida!
Eu sou aquela que atira a língua aos sapatos de saltos altos e convida as sapatilhas para um tango suado!
EU SOU UMA BAILARINA DA VIDA!
E vocês? Dançam comigo? Atrevem-se?
Hoje vou dançar com…

©Miss Steel 69letras 2017

Não, a vida não me desapontou!

 

f9236a55bdbd25177b63d08d382accbf

 

Pelo contrário, todos os anos a acho melhor, mais desejável, mais misteriosa… desde o dia em que vejo a mim a grande libertadora, a ideia de que a vida podia ser experiência para aqueles que procuram saber, e não dever, fatalidade, duplicidade!… Quanto ao próprio conhecimento, seja ele para outros aquilo que quiser, um leito de repouso, ou o caminho para um leito de repouso, ou distracção ou vagabundagem, para mim é um mundo de perigos, é um universo de vitórias onde os sentimentos heróicos têm a sua sala de baile. «A vida é um meio de conhecimento»; quando se tem este princípio no coração, pode viver-se não somente corajoso mas feliz, pode-se rir alegremente! E quem, de resto, se ouvirá, portanto, a bem rir e a bem viver se não for primeiramente capaz de vencer e de guerrear?

Friedrich Nietzsche

Fotografia: Via Pinterest