Arquivo de etiquetas: amar

Prisioneira

Prisioneira..

Nesta rede que é o amor.
Que envolve todos os meus sentimentos sem pudor
e desarma as minhas barreiras, sem dó.

Faz gelar e ao mesmo tempo arder o meu coração,
Neste sentimento desmedido que jurei não sentir mais.

Prisioneira..
Dum amor não correspondido,
dum amor platónico.

Não consigo soltar desta rede,
Sufoco, como uma sereia fora de agua.

Prometi não amar mais, mas tu.. a tua presença
prende-me, tortura-me,
Aprisiona-me…

©Lola #69Letras


 

Estou a chegar. Prepara-te. Porque esta noite quero-te amar!

1056e6d2f60830175a0e5ff9517a5c16

Gostar de ler? Segue-nos.

Estás em casa? Ótimo, estou a caminho.
Põe a música a tocar, acende as velas, encomenda o jantar, abre a garrafa de vinho e deixa-o abrir-se para o nosso paladar.
Recebe-me de calças de ganga e camisa com os botões desapertados e cabelo desalinhado.
Não percas tempo, despacha-te porque estou a chegar.
Quando chegar, dispenso o ‘olá tudo bem’ ou qualquer outro diálogo.
Quando chegar vou despir-me enquanto a música toca e tu observas-me do sofá. Servirei duas taças de vinho. Uma para ti e outra para mim enquanto brinco com as curvas do meu corpo e desfilo para ti.
Depois, tu vens dançar bem coladinho ao meu corpo já só em lingerie, em cima dos saltos altos do tom que me adoras ver. Vermelho.
Vou fechar os olhos com a cabeça no teu peito, e ali, naquele espaço só o meu corpo estará nas tuas mãos, porque a alma, ela estará algures difundida na melodia que toca no ar…
O toque da campainha vai anunciar o jantar e será mesmo no chão que vamos comer.
Comer o jantar, e devorar a pele um do outro com o olhar. As palavras estão proibidas, podemos por hoje ter o direito de não falar? Só quero quero escutar o som da felicidade no ar…
Estou a chegar.
Prepara-te.
Porque esta noite quero-te amar!

Andemos devagar, com poucas pressas, porque amar é ser paciente, é ter calma quando agreste está o sentimento, é saber esperar sem ser ausente…

image

Minha alma já detens, dela faz bom uso, sem recuso de parte certa que aquilo que me vais trazer nunca venha desaparecer. E na dúvida e na incerteza que nos assolará de certeza, que teu pensamento vagueie, e na imagem recolhida se passeie sem que medos ou incertezas nele caibam.
A ti me entrego de alma sim, porque de corpo essa veste que nos veste que serve de fotografia, não mais memória amplia que a que já existe neste dia.
Não faço promessas vãs ou palavras vazias, não faço dos outros que escrevem sobre o amor, como forma de paixão ou dor, mas sim dar o melhor que sei, tentar ser rei mesmo sendo vulgo peão nas formas do teu coração.
No passado tornado presente te disse, que quem de mim sente amor, eu serei mais abrangente, porque tenho receio de ti, como muitas vezes te disse, que por ciumes ou duvidas incertezas tenhas, na sinceridade que sempre te fiz ver e crer nunca tal palavra seja invocada em vão.
Andemos devagar, com poucas pressas, porque amar é ser paciente, é ter calma quando agreste está o sentimento, é saber esperar sem ser ausente, fazer ver que mesmo que não esteja, esteja presente.

O Inquilino

?A vizinha #69Letras

É caso para pedir: Um quarto por favor!

image

Corpos que se desejam na inocência de um café.
Tardes quentes.
Um café cheio de sombras e um canto lá ao fundo a aguardar por nós.
Sentados frente a frente a partilhar vidas, a minha vida assumiu a rebeldia do desejo.
No cantinho daquele café e na inocência do diálogo, a minha mente agitava-se comandada pela vontade de ti.
O meu corpo sossegado naquele café, ganhou vida dentro da minha cabeça, lá, livre-me das roupas sem pudor, despi-te e descobri a textura da tua pele.
Suei com o simples movimento dos teus lábios.
A tua boca.
Chamou-me!
Provocou-me!
Exigiu-me!
Na minha mente subi para cima da mesa e atirei-me para o teu beijo, na realidade, troquei de lugar e sentei-me ao teu lado, e sussurrei os meus desejos e histórias no teu ouvido.
Embeveceste-me com o teu perfume junto com o calor que emites. Que pânico. Eu engoli em seco, eu respirei pausadamente, tudo para assumir o controlo deste desejo por ti.
O teu rosto marcado pelo desejo é a tentação que me vai levar ao purgatório.
É caso para pedir:
Um quarto por favor!!

Art Fabiano Perez

?A vizinha #69Letras

Amar e ser amado? Para dançar o tango são precisos dois.

image

Era o meu amor inteiro e o teu migalhas era eu feliz e deslumbrada pelo que sentia por ti, não pelo amor que me entregavas mas pelo que experienciava dentro de mim.
Oh! Eu amei-te incondicionalmente numa desmedida loucura, saltitava que nem adolescente para os teus braços, sentia-me realizada cada vez que te via sorrir.
Eras tu a minha demanda
Eu tua salvadora,
Tu o meu príncipe desnorteado
Eu, o teu norte.
Do que sinto mais saudades é de te amar e de sentir aquele amor queimar dentro de mim, mas esse amor desvaneceu-se, amar ou ser amado? Eis a questão.
No final este amor transformou-se em cansaço, amei-te por dois, alimentei o meu amor e o teu.
No final fiquei eu, cansada e desfalcada.
No final ficaste tu a lutar pelo que deixaste de receber.

Amar e ser amado?
Para dançar o tango são precisos dois.

?Cátia Teixeira, Vizinha 69Letras® 2015

O teu olhar no meu, e o meu no teu…

image

 

Sonho com o dia, em que acordarei ao teu lado.
Sonho que o meu primeiro sorriso do dia surja por contemplar a tua expressão, os teus lindos traços, enquanto dormes.
Sonho estar ao teu lado, no momento em que abres os olhos e te preparas para um novo dia.
Novo dia, que se inicia, comigo, contigo, no calor da nossa cama que veste o aroma do desejo que borrifámos nos lençóis na noite anterior…

Novo dia, que começa, com o teu olhar no meu, e o meu no teu…

?Cátia Teixeira, Vizinha 69Letras® 2015

Prazer

Prazer
Prazer é o que sinto quando te vejo… Sim nem preciso do teu toque para sentir prazer .
O teu toque é tortura , é tormento que me percorre a pele .
Basta me pensar em ti para sentir prazer , prazer que me escorre das coxas , que me cai pelo canto da boca .
Quando sinto o teu toque abro me de par em par sem pensar , sem vacilar .
Por prazer !!!! Por este prazer … fazes me sempre Tua .

©Raven #69Letras