Arquivo de etiquetas: ama-te

Mulheres… e porque está a chegar a época da “dieta”;

b9d585bce5cb658ec6dffee0c2f93404

Fotografia: Via Pinterest

_as Mulheres, e de uma vez por todas, devem assumir-se inteiramente como são, porque o são, perfeitas em todas as suas assimetrias, porque são únicas, porque são o útero do mundo humano, porque são o portal de ligação ao divino entre tantas outras coisas…
Amar e assumir o seu próprio corpo, é um acto revolucionário, um acto politico, num mundo “másculo”, numa sociedade toda ela “masculina”.
A sociedade desde há milénios procura tornar quase invisível a Mulher, que, segundo essa mesma sociedade, deve ser o mais pequena possível, porque uma mulher “magra” com medidas pequenas, ocupa o menor espaço e consequentemente terá menor visibilidade.
Uma mulher grande (gorda) é uma afronta física e mental para a sociedade, que pretende que a mulher ocupe o menor espaço possível.
Todas as mulheres são divinas, maravilhosas, todas, sem exceção e não deveriam permitir que a industria as monopolize de forma cruel e desumana.
Uma mulher que ame inteiramente o seu próprio corpo, é uma mulher livre, é uma mulher insubmissa à sociedade, porque uma mulher inteiramente em conexão com o seu próprio corpo detém um poder incrível, a liberdade, e isso, afronta todos os impérios do “homem”, a sociedade teme todas as mulheres livres, em especial as que prescindem dela enquanto autoridade…

teria muito mais para dizer,

Luísa Demétrio Raposo

 

Estamos no facebook… segue-nos…!