Arquivo de etiquetas: agarrar

“… estás-te a babar toda!”

Texto Erótico|M18

Há uns meses atrás combinei ir beber um copo com alguns amigos meus. Fomos até a um bar e dai para um salão de jogos. Chegando ao salão reparei num homem esbelto. A cara dele não me era estranha, mas não me conseguia lembrar de onde o conhecia.

Os meus amigos decidiram ir jogar snooker… Eu sentei-me perto da mesa e fiquei a escrever para vos. Estávamos todos animados. Os que não estavam a jogar foram jogar as setas. Eu continuava ali sentada quando olhei para a mesa dos meus amigos e vi-o. Ele estava com o olhar fixo em mim e a falar para um dos meus amigos. Fiquei completamente parada no tempo. Aquele olhar penetrava-me alma e deixou-me com as pernas a tremer. Fiquei a olhar para ele, enquanto ele se preparava para uma partida contra os meus.

Eu estava tão enfeitiçada que já não dava fé das outras pessoas. E foi ai que ele se virou para mim e me começou a provocar. Sentia as minhas cuecas a molharem-se. Ele chamou-me para ir jogar com ele, mas eu negava dizendo que não sabia jogar. Ele pegou na minha mão e levou-me até a mesa dizendo que me ia ensinar. Deu-me o taco para as mãos. O toque de seus dedos na minha pele me deixou arrepiada. Chegou-se por trás de mim e encostou-se para também poder posicionar as suas mãos no taco. Senti de imediato o seu pénis a roçar no meu rabo. As minha pernas tremiam e as minhas cuecas já estavam encharcadas…

Com um movimento rápido ele largou o taco e fez me larga-lo também para me virar de frente para ele. Estávamos agora cara a cara e eu sentia a minha respiração a acelerar. Depois de me penetrar com aquele olhar misterioso e sedutor agarra-me pelo pescoço e beija-me com intensidade. Sinto a sua mão percorrer o meu corpo… Parando nas ancas também a sua outra mão percorre o meu corpo. A minha camisola desliza para cima deixando os meus fartos seios envoltos de um sutiã vermelho de renda aparecer. Ele para de me beijar e aprecia o que agora esta a vista. Com um olhar maroto desliza o seu polegar direito para dentro da copa e começa a fazer círculos a volta de um dos meus bicos e este fica rijo com aquele toque suave o que me faz soltar um gemido. A sua mão esquerda desliza para as minhas costas. Enquanto isso ele se encosta mais contra mim e eu sito a sua tesão enorme a fazer pressão contra a minha vulva inchada… O sutiã cai.

“Peregrinus! Peregrinus!”… “Ah?” Oiço alguém a chamar por mim. Viro-me e dou de caras com uma das minhas amigas. “Peregrinus, estás-te a babar toda.” Literalmente! Que vergonha. Saio dali a correr…

Peregrinus #69Letras

 


Regista o  teu cartão de cliente e obtém 10% de desconto em todas as tuas encomendas!

www.aubaci.com/69letras

Quero-te tanto… digo-te tão pouco…

12239611_1624828764429521_5569793421957142455_n

 

Enquanto dormes estou agarrada a uma caneta em vez de ser a ti.

Devia de estar aí sentada do teu lado e sorrir por colorir os teus sonhos.
Gostava de estar junto de ti a dar-te um carinho no intervalo dos rabiscos e beijar a tua pele em cada parágrafo. Enquanto isso, aqui estou eu a sorrir a cada virgula e tu a rodopiar dentro da minha mente! Quero-te tanto… digo-te tão pouco…
Se ao pé de ti estivesse a caneta e as folhas aqueciam o chão, teu corpo antes em repouso ondularia com o meu pelo colchão… Por fim acomodaríamos a alma num abraço de união.
Quero-te.
Dorme bem.

?A Vizinha #69letras

Serei ninfo?

Texto Erótico|M18
Dentro do carro vamos em direção daquele Motel que tanto falas. O mar ficou para trás e o desejo aumentou. Adorava que me possuísses aqui mesmo dentro do carro mas tu preferes as quatro paredes. Chegamos. As minhas cuecas estão molhadas. Não aguento mais… Entramos no quarto, a porta fecha e eu já te agarrei. Meu desejo é enorme e até tu te assustas. A roupa cai no chão e tu deslizas para dentro de mim. Ahhh isto é tão bom. Mexo as minhas ancas por baixo de ti e tu entendendo a minha dica, começas a penetrar-me mais fundo e mais rápido. Tu já te vieste mas eu ainda não. “Não pares! Estou quase a vir.” A minha mão desliza para o meu clitóris e começa a ajudar a festa. “SIIIM” Sou envolvida num orgasmo intenso… Ah que isto é tão bom. Exausto deslizas para fora e vais para o duche. Eu sigo-te e começo a esfregar em ti. Sim meu querido, ainda não estou satisfeita. Um duche demorado com muitos beijos e apalpões a mistura. Sinto-me bem contigo mas continuo a não estar satisfeita. Quero-te aqui e agora! Tu sais do duche e secas o corpo, e eu pego na minha toalha e faço o mesmo. Deitas-te na cama. Humm é agora. Salto para cima de ti e começo a roçar a minhas partes íntimas nas tuas. O desejo aumenta, assim como o teu pénis gostoso. Subindo um pouco coloco-o dentro de mim e deixo-o entrar todo. Ah sim… É mesmo disto que preciso. Com movimentos lentos começo a mexer-me em cima de ti, enquanto tuas mãos já deslizaram para os meus seios. Coloco as minhas mãos por cima das tuas e aperto. É assim que gosto – a bruta! Eu começo a mexer com mais rapidez e atinjo um orgasmo intenso. Depois de recuperar o fôlego, desço de cima de ti e ponho-me de gatas. Cabeça na cama e rabo empinado para ti. “Fode-me!” O efeito é imediato. O teu pénis endurece e tu colocas-te por trás de mim, e sinto-te deslizar para dentro de mim enquanto desço a minha mão para o clitóris. Os nossos movimentos estão sintonizados. Uma mão na curva das minhas costas e outra no cabelo. “SIM” atinjo o orgasmo. Tu continuas a penetrar-me com força e acabo por atingir outro. “Ahhhhh, foda-se que isto é tão bom!” Sinto um dedo deslizar para dentro do meu rabo. Humm, adoro. “Vem-te dentro dele.” Tu esboças um sorriso enorme e colocas o teu magnífico pénis com cuidado dentro de mim. Com movimentos lentos começas a penetrar-me. A minha mão começa a mexer com a mesma intensidade. Os movimentos intensificam e aumentam a velocidade. “SIIIIIIIIM!” Atingimos os dois o êxtase ao mesmo tempo. Tu deixas-te cair para cima de mim, e ao fim de algum tempo sais de cima de mim, deitas-te, tapas-te e adormeces. Mas eu quero mais! Não podes dormir.
Serei ninfo ou simplesmente estou cheia de desejos por já não ter tido uma noite de prazer a muito tempo?

 

Substituis-me por um peluche

12540724_1644428869136177_2817179297566469382_n

 

O caminho para teu quarto não era mais distante, estava apenas a um simples beijo que te faria deslocar os pés do chão e saltar para meu colo, sussurras-te no meu ouvido para te levar até tua cama, assim fiz sem despegar meus lábios dos teus e as mãos das tuas nádegas já vincadas de meus dedos sedentos de percorrer cada centímetro de tua pele, despejei-te violentamente, este impulso levou-te a mordiscar o lábio, provocaste-me, desejaste-me, então primeiro apenas saboreando o sabor de tua pele até me perder em tuas virilhas degustando-te suavemente fui te fazendo perder o norte, tremeste, contorceste e mais gemeste, possuída por mim, penetrei alma e corpo. O desejo ficou de tal forma entranhado nesse teu quarto que apesar de me substituíres por um peluche, só a recordação de tal episódio te faz agarrar desenfreadamente o urso e masturbar-te física e mentalmente.

RiCCo #69Letras