Arquivo de etiquetas: acordar

Acordar contigo

Aquele suspiro preguiçoso de quem acorda feliz… É a primeira memória deste dia que amanenhece com o teu cheiro, que me faz sorrir enquanto me espreguiço de encontro ao teu corpo que repousa ao meu lado. Enrosco-me, sabe bem estar envolvida no teu abraço de urso, sabe a conforto, a segurança…
Alcanço a tua face e afago-te a barba. Despertas e sinto o teu sorriso na ponta dos dedos… Estás tão feliz como eu por partilhar este acordar… Beijas-me o pescoço como se não soubesses o efeito que isso me causa… Pestinha…
Bom dia… Trocamos algumas palavras enquanto os nossos corpos acordam e se cumprimentam no seu jeito tão especial…
Hoje vai ser um bom dia sim, pelo menos começa bem…

© Vicky M 🐼 13.08.2017

#69letras

O novo cantinho da VickyM: facebook.com/VickyMPlace/

Vem brincar comigo…

Acordei.
Apenas via um borrão no meio do clarão…
Sinto-me embriagada, não me lembro o porque de estar assim…
Reconheço-te,
Pelo toque, és mais familiar que o meu próprio corpo.
Cheiro-te pois deixei de te ver.
Tudo escureceu.
Afundei-me no teu obsceno assim que senti o teu odor…
Cheiras a pecado,
O teu toque parecem agulhas do meu corpo.
Que tortura que me provocas só com esses teus lábios carnudos.
Tenho uma explosão dentro de mim e o culpado és tu…
Estás no comando.
E o meu toque em ti é negado por quem manda.
Quieta, submissa a ti eu fico.
Se soubesse que serias tal provocação,
Já me terias antes, muito antes.
Vem brincar comigo,
Tocas-me e estremeço.
O meu corpo pede socorro e o meu orgasmo liberdade!
Fiquei sem pensar,
Sem mexer, congelada no tempo…
Tempo que conto para que me voltes a controlar.

© Krishna 2017 #69Letras

 

 

É o que me resta de ti.

É quando a noite chega que esta vontade de gritar ao mundo que te amo, mais me consome.
O tempo vai passando mas em nada muda este encanto absurdo que tenho por ti.


Chego a pensar que isto é loucura pura.

Vai-me lá vendo isto, tenho um coração masoquista…


Onde andas tu minha rainha? Porque não é contigo que estou a partilhar a que um dia foi a nossa cama? Há muito que os meus lençóis perderam o teu cheiro e nem por isso eu o esqueci.
Por vezes sonho contigo ao meu lado mas quando acordo volto ao pesadelo que é a minha realidade sem ti.
Não sei se já te disse mas ainda guardo as tuas roupas, como se da minha maior riqueza se tratasse.
E no fundo é… É o que me resta de ti.
As tuas roupas, o teu cheiro, as nossas recordações e este amor que na minha alma se ancorou.
Tenho saudades das noites que passei acordado a ver-te dormir, tenho saudades de adormecer e acordar ao teu lado.
Tenho saudades de te dizer a toda a hora que te amo, tenho saudades de me apaixonar todos os dias, tenho saudades da nossa loucura.


Tenho saudades da minha Mulher! Tantas…!

SilentSoul #69Letras

Daqueles Acordares…

Acordar e inalar esse teu odor que me consumiu e se impregnou na minha pele e na minha alma no momento em que me possuiste…
E fui tua assim que os olhos se fecharam e a boca se abriu para receber esse beijo voluptuoso, exacerbado…

Continuar a lerDaqueles Acordares…

Memórias ao acordar

 

Texto erótico | M18
Abro os olhos devagarinho e espreguiço-me… Ai… Dói-me o corpo todo!
Mal consigo abrir os olhos, quanto mais perceber porque estou toda dorida. Rebolo na cama na tentativa de no meio da confusão de lençóis, almofadas e roupa, puxar alguma coisinha que tape o meu corpo quase nu. Passo os olhos pelas horas só por curiosidade e volto a deitar-me. Puxo estrategicamente o lençol pelo meio das minhas pernas, levando-o até aos meus seios. Tapa o essencial… Chega!
Bem… Parece que estou com uma brutal ressaca e não bebi álcool nenhum! Que tu me viciaste em ti como se fosses uma droga eu já sabia, agora que me deixavas com uma espécie de ressaca, é uma grande novidade..
Suspiro e uma avalanche de imagens bem recentes passa na minha cabeça… Engulo em seco e… Wow! A minha boca ainda sabe a ti! Hum… Já me lembro! Os beijos sôfregos… Os beijos demorados… Os beijos apaixonados… Os beijos atrevidos… Os beijos sem segredos… Ah se me lembro…
Aperto o lençol contra o meu peito e cheira-me a ti. Cheira tanto a ti… Tanto como a minha pele, o meu cabelo, as minhas mãos… Só podia ser assim, com a quantidade de horas que me fizeste presa do teu corpo… Huummm… É tão bom!
Mas dói-me o pescoço… Aposto que tem as marcas dos teus dentes aqui e ali… Aposto que as minhas nádegas têm as mesmas marcas… Tu és endiabrado e eu gosto tanto disso…
Caramba, até as pernas estão doridas… As memórias de todos os orgasmos que me proporcionaste impedem-me de me lembrar o que raio fizemos nós para eu estar assim.
Só sei que em todos os momentos que nos perdemos na loucura que é o nosso amor, o mundo podia acabar naquele momento, que nós não daríamos por isso…
Ainda existem restos de ti a escorrer pelo meu corpo… Ainda existe o teu calor a alimentar o meu… Mas… Onde estás agora?
Raio de Sol | #69Letras


Vou te adorar – sempre!

Hoje acordei e percebi que te perdi. Pedi-te para não te afastares de mim… Mas mesmo assim conseguiste faze-lo. E por mais incrível que pareça, agradeço-te por isso. Fizeste-o de uma maneira tão suave e escondida, que nem dei por ela. Não senti dor, nem fiquei triste.

Obrigada por te ter conhecido. Obrigada por me teres proporcionado tantas alegrias e sorrisos. E obrigada por te teres afastado. Vou te adorar – sempre!

Peregrinus #69Letras

Meu amor, Não me entendas mal

 

Meu amor, Amo-te e amo tudo o que construímos juntos: a nossa casa a nossa rotina, ser tua mulher amiga e amante, chegar ao final do dia e encontrar-te em casa, acordar ao teu lado e seres a primeira coisa que os meus olhos vêem, as minhas mãos tocam e o meu nariz cheira.

Meu amor,

Não me entendas mal, mas com o passar do tempo a minha mente tem novas exigências e o meu corpo outros quereres onde outrora nunca havia sentido ou pensado.

Meu amor, eu tento que entendas estes meus novos desejos de querer ir à descoberta do corpo feminino, a luxúria de sentir outro toque na minha pele… A vida some e segue, e nós embarcamos com ela e também nos transformamos por isso não acredito que o mesmo não se passe contigo! Senta-te aqui ao meu lado, vamos degustar o nosso vinho juntos, relaxa, liberta-te e vamos divagar na ideia de quem sabe virmos a explorar outros odores. Imagina, eu tu, soltos para saciar estes desejos e juntos voltarmos para a nossa cama para nos amarmos com a magia com que fazemos amor.

Meu amor, Olha para este corpo cheio de vida e para estes olhos cheios de curiosidade, lança-te comigo à descoberta! Estes desejos consomem-me e vou acabar por os realizar com ou sem ti, mas meu amor, não sejamos mais um casal que se engana, esconde e trai! Bebe mais um golo deste nosso vinho, livra-te de preconceitos e deixa-me voar. Eu retornarei para o teu leito e para a nossa vida que construímos com tanto amor!

A Vizinha (texto inspirado nos desejos de uma leitora)!