Tenho dias que respiro devagar

Tenho dias que o calendário toma conta da razão, quando olho á volta e envolto no senão do que está á minha volta não faz sentido sentir apenas que somos uma voz na multidão. Tenho[…]

Continue reading …

Este é o último texto que te escrevo

Este é o último texto que te escrevo. O último dos tantos que escrevi e tu nunca leste. Esta é a despedida que nunca saberás que existiu. Despedida que nunca irás ler ou ouvir de[…]

Continue reading …

Mesmo longe, consomes-me…

Consomes-me. Tu estás tão longe, que se tentasse ir à tua procura morreria de insucesso. Mesmo longe, consomes-me. A minha mente só se interessa por ti, pelas memórias que vivemos e pelas memórias que ainda[…]

Continue reading …