No idos de Março…

Engraçado… Já nem me lembro quantas vezes eu aqui me sentei, quantas vezes eu aqui chorei, nesta velha pedra de seixo afagado, que teimosamente aqui permanece para me ouvir em silêncio, quando desesperadamente preciso de ti. Será que ainda te lembras?… sabes,…foi aqui que eu te conheci…. Foi nos idos de Março, do longínquo 95, que aqui,…

Quem somos….?

É no silencio do nosso olhar, que nos amamos em toda a plenitude, pois é nessa acalmia, onde os nossos corações se tocam, que dançamos nus a dança do amor. São trilhos secretos desvendados sem pudor, que incendeiam as searas da nossa pele e que nos dissipam os medos nos precipícios obscuros da nossa mente. É nesse calar abafado…

Orgasmo

São orgasmos intensos, abundantes, secretos, mas vazios de ti, estes, que me atordoam o corpo e me esvaziam a alma, estes, que nas noites inquietas, me fazem trazer-te ao meu pensamento e que me fazem confundir a minha loucura com um momento efémero de ilusão. São como gritos de silêncio que me chegam do teu corpo e…

Capitulo #3: Isabel

TEXTO ERÓTICO M¦18A Como de costume, saí de casa apressado. Com a pasta a tiracolo, e com o casaco e as chaves do carro na mão, bati a porta do apartamento com tanta força, que acho que acordei alguém. Esperei o elevador, aproveitei para arranjar a camisa, verifiquei se tinha o telemóvel, e pronto, estava preparado para mais um…

Há um lugar..

Há um lugar, onde todos os beijos são meigos e profundos. Onde os lábios estão ardentes de desejo, e as línguas húmidas estão sequiosas de prazer. É um lugar inerte, onde o choro dá lugar ao contentamento, onde os medos dão lugar à esperança, e onde os gritos dão lugar ao silêncio. É um lugar secreto, onde as almas…

Balada de um fingido

Sou um fingido! Na verdade todo o homem é um fingido, mas eu sou o mais fingido dos homens. Finjo que não te quero, que não te desejo.. Finjo que não estremeço quando ouso falar-te, Finjo que não me excitas, quando me falas com essa voz doce que só tu tens Finjo que nem sequer…

Um pouco de mim…

Se algum dia eu te beijar os sonhos sem te avisar, ou assobiar-te uma ode qualquer enquanto choras, não estranhes, na minha mente há mesmo lugar para esses devaneios. Sabes, por vezes, até unicórnios enamorados vagueiam pelo meio das minhas frustrações, e isto, somente para me lembrarem, que afinal, a vida pode valer a pena. Se porventura algum…