Arquivo da Categoria: Miss Steel

Miss Steel é intemporal, nao tem religião ou estado civil. Não é loira nem morena. Gorda ou magra tão pouco.
Miss Steel dá voz a todas as mulheres e opina como tal.
Vejo na escrita um escape para a rotina do dia a dia e para purificar-me a alma.
Dá-me imenso prazer escrever de maneira simples e por vezes até um pouco visceral misturado com humor.
A personagem Miss Steel pouco tem a ver com a pessoa que lhe dá vida. Mas as semelhanças não deixam de ser evidentes…

Quanto vale uma vida humana?

Pedido de evacuação à população… 

” Não saímos daqui! Lutamos até ao fim! Temos de proteger as nossas casas e os nossos terrenos! Não saímos daqui…” Continuar a lerQuanto vale uma vida humana?

Ri-te homem!

Ri-te e sacode essas inseguranças da alma! Parecem sanguessugas que se alimentam de misérias e tristezas. 

Ri-te porque fica bem com esse bom coração que tens, de quem já sofreu muito e não quer falhar com nada. 

Porque teu riso contagia o meu e o de outros, sabe Deus o quanto nos faz falta, sem muito esforço e isento de disfarce. 

Ri-te às gargalhadas para afugentar o mau agoiro e as más vibrações. Mas ri-te sobretudo por ti! Porque mereces um pedaço desse céu azul claro que destrói as nuvens negras das nossas vidas. 

Autora da página Deusa Do Caos

©Miss Steel 69Letras 2017 

Sem perder pitada da vida

“Não quero perder pitada da vida!” 

De melancolia, estou farta! Farta de me auto controlar! Farta de controlar as emoções que me fazem viver esta vida que não dura mais que dois dias! 

Quero sentir! Sentir-te! Deixar-me levar na conversa de um copo de vinho enquanto as minhas vontades dançam no balcão da cozinha!  Continuar a lerSem perder pitada da vida

À beira do abismo

Cala-te e respira devagar!

Este desejo que nos consome ainda nos atira para debaixo da ponte. Loucura que nos mete a pão e água, sem precedentes ou amores iguais. 

Calma! Relaxa essa ansiedade de me teres em ti antes que me rasgues a alma. 

Saboreia-me! Não tenhas pressa de chegar ao fim. Sente cada declive e aresta deste amor que nos intensifica o agridoce dos nossos espíritos. 

Ama-me devagar e adora-me mais lentamente ainda. Porque também quero degustar essa adrenalina que te corre nas veias e tanto me vicia. 

Se este amor nos mata, então dá-me uma morte lenta, intensa e inesquecível porque nunca me senti tão viva na minha vida! 

Autora da página Deusa Do Caos

©Miss Steel 69Letras 2017 

Será que faço falta?

Submersa  na noite da minha mente, exposta aos meus medos fecho-me ao mundo. 

Não por muito tempo, uns reles segundos da minha existência igual a tantas outras, reflicto. 

Se a minha luz se apagasse, se o meu espírito voasse e me abandonasse numa escuridão sem fim, quem sentiria falta de mim?  Continuar a lerSerá que faço falta?

Quando eu partir…

Não quero crises de choro nem tristezas! Nem tão pouco aqueles cujos os quais nunca fizeram parte da minha vida. 

Quero um ar leve, céu azul claro e uma ligeira brisa do mar. Quero a memória de gargalhadas e lágrimas de alegria sentidas do passado.

Quando eu partir permanecerei entre quem nunca quis que eu partisse.

 

Irei imortalizar-me em cantos de corações dos que me amam para que nunca sintam a falta do meu aconchego e dos meus beijos.

Quando eu partir irei levar no peito o abraço de muitos de vocês mas por agora embarco numa viagem de momentos cheia de emoções e sentimentos com todos os que amo a bordo. Porque para já, quero viver a vida!

Autora da página Deusa Do Caos

©Miss Steel 69Letras 2017

Há que limpar as vistas, meninas!

“Ver e não mexer”

Mas porque não?! Há coisas que não basta ver! Tem de se tocar, apalpar e sentir o material. A textura é um factor que não deve ser ignorado! 

Imaginemos um belo espécime do sexo oposto. Vá lá meninas, sei que não é difícil, há muito bom exemplo por aí. Imaginem-no por exemplo de camisa branca, barba na medida certa e um sorriso colgate!….. 

…………………………………… Ãh? Desculpem parei no tempo! Estava a limpar as vistas. Mas voltemos à questão! Como é que eu sei que a camisa escorrega ao toque, que a barba está suave o suficiente para não deixar vermelhão na cara ou como é que eu sei que por trás daquele colgate todo, o rapaz tem mau hálito?!? 

Há que tocar! Sentir! Cheirar! Fazer uso dos 5 sentidos que a vossa mãe vos deu! Não mexer… Eu mexo no que eu quiser! 

E garanto-vos que as minhas vistas estão um brinco… 

Autora da página Deusa Do Caos

©Miss Steel 69Letras 2017