Arquivo da Categoria: Peregrinus

Fazes me falta meu velho casmurro!

Tento transcrever os meus pensamentos, mas cada frase que leio não me soa bem.
Tenho tanta coisa para libertar na escrita, mas nada me parece fazer sentido.
Seras tu o culpado? Penso que não. Não te posso culpar por tudo. Ou será que posso?
Deixas me louca. Já nem sei quem sou. Nada me parece bem.

Fazes me falta meu velho casmurro!

Peregrinus #69Letras

Fotógrafa: Sara Lee Saleh

Adeus…

Hoje chegou o dia do qual tinha tanto medo. Finalmente ganhei coragem para te pedir o que há tanto tempo te queria pedir. Pedi-te para te afastares de mim. Pedi para me deixares ir já que nunca me irias querer. Foi o momento mais doloroso até hoje. Com medo da tua resposta – sim porque como sempre eu acerto nas tuas resposta já antes de me responderes – cairam-me lagrimas pelo rosto abaixo. Respondeste de imediato o que me causou uma dor enorme. Vais te afastar… Não vou ler a mensagem nem te vou responder. A dor é imensa. Tinha esperanças de me ter enganado só desta vez, mas não.

As lágrimas não param de cair… Adeus.

© Peregrinus 2016 #69Letras

Saudades

Tenho saudades…

…saudades do teu toque, do teu olhar, do teu sorriso, do teu cheiro…

Simplesmente tenho saudades tuas!

© Peregrinus 2016 #69Letras

Mulher quando amada, é sempre o amanhecer que a todos encanta. Tem a doçura de sorrir e contagiar todos a quem toca. É tesouro nunca descoberto, será sempre um mistério. Mulher é primavera em pleno inverno; reinventa-se, é força que varre os despojos dos temporais, é o seu próprio sol que num abraço aconchega os seus pais, o seu amor e os filhos. Mulher não é género ou letras maiúsculas. Mulher é uma forma de estar e sentir. É o ventre da vida.

12800391_1666322703613460_364995769603738113_n

As Mulheres do 69Letras desejam a todas Vós um dia repleto de muito amor e carinho.

MULHER é como uma flor delicada que floresce num deserto arenoso.
Ser Mulher é a mistura perfeita da sensibilidade com a força!
Ser mulher é ser mais forte do que os olhos podem ver.
Ser mulher é ser guerreira neste mundo machista e cruel
Ser mulher é ser mãe, irmã, tia, amiga, avó… é ser tudo para o homem.

Enigma indecifrável sob a forma combinada de sabores sem sentido,
num misto de fantasia e realidade e 6º sentido de força armada.
Fonte de desejos, regaço de prazeres, carinho em colo de amor debruçado.
Zelo, saudade e mãos dadas. Lágrima, vida criada. Irada, doce e recíproca.
Na pele o tudo que afaga, na alma a tudo dá vida.

Ser mulher é ser uma lutadora nata neste combate a que se lhe chama vida.
Sem fraquezas, nem defesas. Ser mulher é isto, é o indescritível.
Mulher quando amada, é sempre o amanhecer que a todos encanta.
Tem a doçura de sorrir e contagiar todos a quem toca.
É tesouro nunca descoberto, será sempre um mistério.

Mulher é primavera em pleno inverno; reinventa-se,
é força que varre os despojos dos temporais, é o seu próprio sol que num abraço aconchega os seus pais,
o seu amor e os filhos.
Mulher não é género ou letras maiúsculas.
Mulher é uma forma de estar e sentir.
É o ventre da vida.

Mulher é fusão de garra e sensibilidade, de força e delicadeza, é fusão de guerra e paz.
É um ser capaz de ser perfeito equilibrando-se com graciosidade nos mais extremos opostos,
ainda assim exalando harmonia como uma flor…

Ninguém nasce mulher: torna-se mulher!

A Vizinha #69Letras
Ela #69Letras
LOLA #69Letras
PDA #69Letras
Sweet Sin #69Letras
Peregrinus #69Letras
Ana Rita Passuco #69Letras
Marte #69Letras

Abri a porta de casa e dou de caras com a minha linda mulher a dormitar no sofá, nua…

Texto Erótico|M18

Estava num daqueles dias onde não me apetecia fazer nada. Tomei um duche rápido e sem roupa fui até à cozinha… Servi-me de um copo de Mateus Rosé e peguei naquela caixa de chocolates suíços que andava a guardar para uma ocasião especial. Fui até à sala e sentei-me no sofá grande. Dei um gole do vinho fresco que me soube tão bem e comi um chocolate… Outro gole, outro chocolate… Até que acabei por adormecer ali mesmo…

Dia mau… Chefe a chatear, as acções da empresa a descer! Tudo a correr mal! Um duche quente era a única coisa que apetecia.. Abri a porta de casa e dou de caras com a minha linda mulher a dormitar no sofá, nua… A luz atravessa a janela, iluminando o seu belo corpo.. O cheiro de leite de coco invade-me as narinas, provocando-me um desejo enorme de a possuir ali mesmo, no entanto aquele chocolate deu-me outras ideias… Sento-me ao seu lado e coloco chocolate sobre o mamilo, deixando-o derreter… O chocolate escorre e num ato de gula e vontade lambo aquele lindo e saboroso seio…

Acordo… Sinto que estou molhada e sem abrir ainda os olhos sinto a sua boca no meu seio… Hum… Adoro quando ele me acorda assim. Sua mão desliza pelo meu corpo abaixo… Sinto um dedo, dois dedos a penetrarem-me e solto um gemido… Ele sabe que eu acordei. Abro os olhos e vejo aquele olhar cheio de desejo a penetrar-me…

“Olá meu amor..”
“Olá meu doce.. Adoro quando me apanhas desprevenida… ”
Dou um trago do vinho fresco e suave sem o engolir, e sem desperdiçar deixo cair uma gotas no teu umbigo… Gemes, contorces-te, olhas-me com uma ambição desesperada e desmedida… “Fica quieta! Ainda desperdiçamos vinho e não queremos isso, pois não?” Abanas com a cabeça pois não consegues falar… Levo a minha boca ao teu ventre e chupo o teu umbigo, o que te deixa totalmente fora de ti… “Anda cá meu doce, ainda não senti os teus lábios.” Sem hesitar percorro o seu corpo com a minha boca, passando novamente pelos seios, pescoço, orelhas, terminando daquela linda e maravilhosa boca… “Vou ao duche… esperas por mim no quarto? Quero acabar de comer este saboroso chocolate e beber este o vinho contigo e em ti…” Enquanto faço o percurso sala-casa de banho fico a imaginar do sabor do vinho misturado com o sabor do teu sexo… viro-me para trás e os teus olhos demonstram que estás a pensar o mesmo que eu…

Isto tudo porque ambos estávamos naqueles dias….

© Peregrinus & O Vizinho 2016 #69Letras

O fruto proibido

És aquele fruto proibido que tanto desejo provar… Um homem casado.
Sei que é proibido mas isso só aumenta a tentação.
Sempre que te vejo só me apetece saltar-te em cima.
Sentir os teus lábios nos meus.
Sentir a tua tesão quando me encostares a ti.
Sei que também me desejas…
Consigo ver no teu olhar.
Espero um dia passar…

© Peregrinus 2016 #69Letras

Acorda para a vida!

Hoje mais uma vez a vida me deu um soco para acordar… “Pára de sonhar e faz-te a vida!”

Bastou uma mensagem daquele homem com qual eu sonhava acordada para me lixar o dia. Era ele em quem eu pensava dia e noite. Conversas diárias… Um “Bom Dia” e “Boa Noite” que me alegrava. Sorrisos constantes quando via o seu nome no ecrã do meu telemóvel. Eram conversas banais, sensuais, eróticas… Deixavam-me a tremer. Ele sabia bem o que eu gostava, sabia as palavras certas para me deixar de queixo caído a babar-me por ele. Havia um desejo mutuo entre nos. Um olhar bastava para saber que o queria ali mesmo. Queria o sabor dele, os beijos, os mimos – enfim queria-o para mim.

 E hoje isto… A mensagem dizia: “Estou a conhecer uma rapariga com a qual me identifico muito. Acho que vai dar certo com ela. Queria-te informar porque não quero continuar a ‘trai-la’ de certa forma. Desculpa-me!”

Como sou daquelas pessoas fechadas que nunca mostram o que sentem… A minha resposta só podia ter sido: “Na boa, espero que corra tudo bem com ela. Boa sorte!”

Será que não tenho mesmo sorte ao amor?

 
© Peregrinus 2016 #69Letras