Arquivo da Categoria: Anónimo

Aventuras que pareciam não querer acabar…

Ambos sabíamos que este dia chegaria!!

Mais dia menos dia ele iria bater à nossa porta. O dia em que meu trabalho me levaria para longe de ti nem que fosse temporariamente. Já viajei bastante, já estive em alguns países, quer em trabalho quer em lazer e nunca me assustou de alguma forma que fosse mas, desta vez, admito, fui assolado pelo medo. Não sei o que me assustou mais. Se o medo de ir para um país (que não pertencia à minha lista de países a conhecer), se o medo que a internet criou à volta do país em si ou se o medo de não te ver mais! Continuar a lerAventuras que pareciam não querer acabar…

“Ansiedade”

3h da manhã!!

O raio das horas não param e eu ainda acordado e o sono sem aparecer!!

Um aperto no peito invadiu-me e eu já perdi noção de quando começou, minutos, horas, dias?

Sinto necessidade de me ausentar várias vezes ao dia, me refugiar e inspirar bem fundo a ver se acalmo.

Quando começou, há dias, pensei que fosse mais um episódio de taquicardia, tal como tive com 18 anos (sei que nunca te contei isto mas, também tenho tantas coisas para te contar).

Percebi ao longo dos dias que era algo mais.

Saudades, desejo, vontade de estar contigo e te ver, te conhecer.

Sinto-me um pequeno miúdo ,ansioso à espera do dia de Natal, a contar os dias até que chegue finalmente “aquele dia”, o dia de te conhecer!

Tudo isto, pela esperança de te ver, te abraçar e apertar bem apertadinha com medo de te deixar fugir, como se estivesse a abraçar alguém verdadeiramente pela primeira vez.

Quero sentir teu cheiro, sentir teu toque, tua presença.

Quero acordar a teu lado, sussurrar ao teu ouvido o quanto te adoro, o quanto te A(s)MO!

“Será precipitado?” perguntam.

“Porquê?!” pergunto eu.

Será que o amor só poderá ser quantificado pelos anos ou pelos momentos vividos juntos?

Porque não por toda amizade, toda cumplicidade, toda singularidade que partilhamos nas nossas conversas, nos nossos olhares à distancia?

Ai, esses nossos, tão nossos momentos, tão bons, tão puros e verdadeiros, dos quais não quero prescindir nunca.

E lá continuo eu, contando os dias atrás de dias..riscando um atrás do outro..até que chegue “aquele dia”!

Até lá, vou sustendo a respiração, na ânsia que me ajudes a respirar novamente!

Teu!

© Anónimo 69Letras 2017-05-17


“Despertar”

Em todos meus anos de vida, nunca um despertar foi tão vazio.

Fugiste de mim, sei que apenas por uns dias, umas longas horas e que provavelmente irá acontecer mais vezes na longa vida, que ambos queremos ter juntos!!

Caminho pela casa, ainda meio perdido de sono, com os músculos entorpecidos da cama e o coração apertado.

Não consigo conter as lágrimas de saudades tuas e sinto o sabor salgado delas no meu café matinal.

Contarei todos os minutos, ansioso, pelo momento de te ver aqui novamente, com o teu sorriso tão perfeito, capaz de iluminar toda esta casa e poder agarrar-te e prender-te no meu abraço.

Ouvir tua voz de manhã foi sem duvida o momento alto do meu dia e o relembrar que te AMO e te quero para sempre.

Sim, para sempre.

Sei que costumo dizer que o para sempre é eterno e impossível mas, sim, quero-te para sempre!!

Teu, saudoso e loucamente apaixonado..

© Anónimo 69Letras 2017-05-17

 


 

“Tempo”

O tempo pára quando te beijo,

viajo no tempo quando leio para ti,

não fujo do tempo mas,

o tempo foge-nos quando ouvimos música juntos,

sinto o tempo (e sinto-te a ti) quando te escrevo e liberto-me do tempo quando respiro,

preso no teu abraço!!

© Anónimo 69Letras 2017-05-17


Jantares da 69 Letras

Texto Erótico | M18

Neste texto ficou bem patente de como são os jantares dos moradores do prédio da 69letras.
Hoje foram todos desafiados pelo Vizinho a escrever olhos nos olhos e o resultado foi um misto de tesão, desejo, vontades e prazeres. Ainda se tentou colocar ordem mas foi impossível… Estava tudo ao rubro! Continuar a lerJantares da 69 Letras

Este sou eu…e eu, sou só teu!!!

Existem as pessoas que me conhecem e existem as que pensam que me conhecem. Tu és sem dúvida daquelas poucas que me conhecem.

Quem sou eu?!

Sou alguém muito complexo. Sou alguém que por norma “não gosta de pessoas”.

Aquele que cria empatia fácil com as pessoas mas, que rápido se enche das mesmas.

Aquele que em multidões entra em modo de bloqueio, ficando mais calado e reservado.

Sou aquela pessoa a quem o irmão chamou de “frio e calculista”!!

Aquele que dificilmente derramou uma lágrima na sua vida.

Aquele que nunca sofreu de grandes amores, aquele que nunca foi de pieguices e nunca se deu a grandes lamechices.

A verdade é que nem sempre fui assim. Durão ou pouco piegas sempre fui mas, lembro de uma altura em que sentia que existia um coração aqui dentro e não me sentia um ser por vezes estranho.

O que me tornou assim?!? Não sei.

Não sei, onde no meu percurso de vida, me desviei tanto do que sempre fui.

A verdade é que este sou eu agora mas, desde o momento que te conheci, muita coisa tem mudado em mim. Às vezes dou por mim com essa necessidade de te mimar e demonstrar o quanto gosto de ti, o quanto me sinto perdido no teu olhar, preso no teu beijo e no teu abraço.

Tens trazido ao de cima o melhor de mim, o meu lado doce e meigo, o meu lado romântico e dedicado. És sem dúvida como que um anjo na minha vida, a minha salvadora, a minha alma gémea.

Acredito que um dia voltarei a ser quem já fui, por ti, e que continuarei a demonstrar-te dia após dia o quanto te amo e te quero fazer feliz #Vizinha!!

Cada dia a teu lado, cada momento de mão dada, cada canção contigo partilhada nas nossas viagens de carro me fazem nos aproximar mais e mais, nos fazem viver novos momentos de amor e paixão e me fazem acreditar em todo nosso futuro juntos.

Por muito complexo que eu seja, por toda minha frieza que tenha, por ti quero ser alguém melhor e fazer de ti a mulher mais feliz.

Amo-te..

©Ricardo Vieira, Anónimo 69 Letras 2017

“O inicio…”

“Eu estou a dois meses de ir fazer a minha!”

Foi assim que nossa história começou, naquele início de tarde de 23 de Maio.

Pouco passava das 12h quando reparei num pedido de mensagem pendente no Messenger!!

Eras tu e essa era a frase que se podia ler lá. Já havia reparado em ti fazia dias, longos dias.

Gostava do que via, do que lia, fosse nos teus comentários ou no que partilhavas.

Gostava da tua maneira de estar com a vida e a viver mas, acima de tudo, gostava da tua foto de mural! Para gostares desse grupo com toda essa garra, paixão, para seres tão aficionada, serias uma verdadeira “Echelon” e como tal só poderias ser uma lutadora e ser uma verdadeira apaixonada pela vida e pelo que esta te apresenta!! 🙂

Já te tinha dito, eu sei mas, foi através deles que tentei chamar a tua atenção…e resultou!!

Nesse momento estivemos em conversa por um bom bocado, talvez na tua pausa de almoço mas, fosse o que fosse, foi delicioso.

Chegou o momento de voltares ao que terminas com um:

“Este é aquele momento em que te peço o número!!”

Wow!!

Adorei mesmo..toda esta demonstração de confiança foi fenomenal!

Deliciosa mesmo e depois de tudo o que esperava, superaste mesmo muito com esta confiança!!

No entanto na minha cabeça só batia a seguinte questão:

“E agora?!?”

Obviamente dei pois era o que queria já há alguns dias!! Ligaste logo de seguida.

Meu coração acelerou, a minha pele arrepiou a cada palavra tua mal atendi..senti um arrepio que me invadiu por completo!!

Tiveste de desligar, tinhas de ir trabalhar dizias e eu não queria que aquele momento acabasse nunca.

Assim começou nossa ligação com meramente 50 dias mas, que me faz parecer de anos por tão bem te conhecer e te entender.

Cada dia que passa sofro com a nossa distância mas, ganho forças para lutar, continuar com toda a força, força para te amar e um dia agarrar definitivamente e nunca mais largar!!

Adoro-te!! Adoro-te imenso e não me canso ou cansarei de o dizer diariamente, mesmo que o diga pelos próximos 70 anos que se avizinham!!

Beijo saudoso, carregado de amor!!

© Anónimo 69Letras 2017-03-02