Todos os artigos de MissSteel

Miss Steel é intemporal, nao tem religião ou estado civil. Não é loira nem morena. Gorda ou magra tão pouco. Miss Steel dá voz a todas as mulheres e opina como tal. Vejo na escrita um escape para a rotina do dia a dia e para purificar-me a alma. Dá-me imenso prazer escrever de maneira simples e por vezes até um pouco visceral misturado com humor. A personagem Miss Steel pouco tem a ver com a pessoa que lhe dá vida. Mas as semelhanças não deixam de ser evidentes...

Será que este coração também vira corrente?

Mais uma corrente com coraçõesinhos? Mas esta gente  não tem mais nada que fazer?

Claro que se tem muito mais para fazer! Aliás não há mesmo tempo para mais nada nos dias de hoje. O tempo passa depressa demais entre o fugir para os transportes públicos para ir para o trabalho ou a correria para  ir para casa fazer o jantar para a família.

Já para não falar da falta de tempo para nós próprios. Sejamos sinceros, quem é que ainda tem tempo para não fazer nada?! Quando foi a última vez que se parou para cheirar as rosas? Pois…

Há muito para ver, para fazer, para absorver e para nos lembrar….

Por falar nisso, agora me lembro! Quando foi a última vez que fui ao médico? Os últimos exames médicos que fiz? Ora bolas, não me lembro… Então, deixem-me lá pensar, lembro-me que a última vez que eu fiz um auto-exame mamário foi depois da última amiga minha ter falecido com cancro! Pois! Isso mesmo. XI… Estava mesmo assustada. Lembro-me bem! Digo última porque já morreu tanta gente minha conhecida,  vitimas do que parece ser uma das doenças que mais mata… E um rastreio na altura certa ou exames médicos regulares pelos vistos até que salvava umas quantas vidas demasiado ocupadas e aborrecidas…

Pois… Mas como estava a dizer não tenho tempo para pensar sequer nessas coisas! E muito menos ligo a essas tretas de correntes no Facebook para lembrar os outros! Era o que me havia de faltar! Mas agradeço que me avisem dos aniversários e dos eventos! Não posso perder uma festinha! 

Mas o que eu adoro mesmo são as lavagens de roupa suja e as cusquices das vidas alheias! Adoro! 

E também gosto de… Esperem, agora me lembro…  Mas ainda temos tempo para “like” alguma coisa? Será que este texto vai ter muitos “likes”?  É só porque não tenho tempo para me repetir, afinal de contas… Só tenho uma vida! 

 

Autora da página Deusa Do Caos

 

©Miss Steel 69Letras 2017 

 

 

Pequena num mundo de titãs

Sei que sou mínima. Até reduzida pelo D. N. A. da família… 

Mas sou gigante em “QUERER”! Meu coração não conhece altitude a não ser a da minha força de vontade!
Porque eu sou eu! E os outros? Sim, são grandes de facto. Titãs aos meus olhos! Mas não me incomodam, demovem, diminuem ou tão pouco assustam!
Lá porque são grandes não são melhores em forma alguma. Têm a visão bastante reduzida diria eu até…
Porque não vêm que a pequenina aqui continua de pé, apesar dos passos maiores que os meus. Por entre as gotas de chuva sobrevivo às balas e triunfo no meu mundo pequeno.
Sigo meu caminho. Empurrando objectivos maiores com meu coração de sobrevivente do tamanho de um mundo.
Meu mundo, esse, sou eu quem o faço! E acreditem, não é nada pequeno…

Página:Deusa Do Caos

Autora: ©Miss Steel 69Letras 2017 

 

Nossa gordura não deve nada a ninguém!

Todos os dias me olho ao espelho e vejo isto.  Ainda esfrego os olhos, na esperança que eles sofram de algum síndrome de aumento mas não. 

Aquela no espelho sou eu e aquela arrasta o meu eu para a lama.
Complexos? Não! Vergonha? Muito menos!
É o reflexo daquela nos outros que me atinge. Porquê?
Porque deixo de ser “a” para ser “uma”. Perdemos a identidade na gordura…
E se não temos identidade, não somos membros da tal dita sociedade onde a minha palavra talvez até fizesse diferença. Quanto mais não fosse para os meus… Continuar a lerNossa gordura não deve nada a ninguém!

Apeteceres claros em mentes perversas

M18/Texto erótico 

Pudores não combinam com vontades. E quando falo em vontades, só para que fique bem claro, falo em tensão de corpos esfomeados.  Continuar a lerApeteceres claros em mentes perversas

Chuva que lava almas e purifica mentes

Será que um dia caminharemos juntos, lado a lado contra  todas as probabilidades, debaixo da mesma chuva que nos lava das almas nossos egos exaltados?

Será que um dia saberemos o que a vida nos reservou contrariarando todos os “se” que ao longo da mesma  fomos inventando?

Para já vamos andando. Ao soluçar do dia a dia que se arrasta entre sonhos e fantasias.

A passos de bebé.
Porque a perfeição leva tempo e o tempo custa-nos energia e paciência.

Com calma. Sem pressas e correrias amigas do caos eminente das nossas vidas.

Para que aquele dia chegue. Aquele dia em que caminharemos lado a lado, com a chuva a livrar-nos do supérfluo e juntos abraçaremos amor incondicional.

Autora da página Deusa do Caos

©MissSteel 69Letras 2017 

 

Boca selada, loucura encerrada.

Quem já não se babou  de frente a uma montra de doces? Com diabetes em alta e a linha por cuidar… 

Fod@-s3 que a vida é uma armadilha! 

Ciladas por todos os cantos. 

Com tanto vício e pecado, o que nos resta fazer? Ler a Bíblia? 

Eu cá prefiro as minhas 69 Letras! E quem tiver problemas com isso, que vá vender chuchas… 

Quero mais é que me deixem em paz.  Que não me cobicem a comida do prato ou os lençóis da cama. 

Deixem o meu silêncio em paz também. Se não me compreendem, não me fod@m o juízo também. 

Deixem-me estar sossegada porque não vou desinquietar ninguém.  

Nesta minha loucura… Só se entra por convite. 

 

Autora da Página Deusa do Caos

©Miss Steel 69Letras 2017 

Dona e rainha das minhas vontades.

M18/ Texto erótico 

Sozinha me deito envolvida somente pelos lençóis de cetim negros. Sinto-me bem comigo mesma. Conheço-me melhor que ninguém. 

Cada grito mudo de tesão, cada poro de desejo e até mesmo cada abismo de orgasmos arrancados do meu ser. E em todos eles fui dona e senhora do meu corpo. 

Até que  ELE me assombra. Diabo em forma de gente.  Sucumbir ao seu poder, é beber do seu doce nirvana e implorar por mais.  Continuar a lerDona e rainha das minhas vontades.