Prometo não causar distúrbios nem fazer barulho

Já foram tantas as vezes que disse adeus e vi partir que já me deveria ter acostumado com as separações, mas parece que cada vez me custa mais deixar ir quem me ilumina. Talvez por já ter perdido tanto e por tanto tempo estar encoberta pelas nuvens que quando chega a luz agarro-me a ela tal estrela que guia meu corpo perdido meio sem vida.
Cada nesga de luz uma faísca no olhar,
Teu sorriso poesia
Teu corpo peça de arte oleada pelas minhas pequenas mãos
Teu calor a satisfação expansiva que num gesto de preguiça se estica todo para te acolher,
Teu toque a eletricidade que ocupa cada veia viajando pelo meu corpo descarregando no meu coração toda a tua magnitude.
Não me deveria importar dizer adeus mais uma vez mas quantas mais despedidas terei de passar
até alguém ficar
e no seu colo me acolher?
 
Deixa-te ficar,
só te quero iluminar,
retribuir os sorrisos que me provocas!
Prometo não fazer distúrbios
nem barulho,
subirei simplesmente em ti,
leve
e liberta
apenas para me fundir no teu respirar.
 
 
Autora:© 👠Cátia Teixeira, Vizinha 69 Letras 2017
 
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de agosto – Código do Autor

 


Acompanha o meu trabalho e o meu dia a dia na minha página do facebook!

Visita e faz LIKE           Aqui

Deixar uma resposta