Geografia das curvas

a

Traças cada curva do meu corpo com os dedos, cada caminho onde se escondem todos os meus medos, como que se um mapa explorasses, terra virgem desbravasses, entre estradas e arvoredos, com toques que me despertam tudo que os sentidos acobertam, e revelas os meus enredos.
E com a tua boca sequiosa, deslizas pela pele sedosa, perdendo-te entre montes e vales, serenas todos os meus males, quando encontras a nascente, onde sacias essa sede crescente, nos detalhes da minha Geografia, que o teu corpo transforma em magia.
Entre mares e oceanos, desagua-mos os nossos desejos insanos, encontro o meu porto de abrigo, que desde sempre persigo, e tu a tua morada, há tanto tempo adiada, nas curvas que encaixam na perfeição, sem qualquer proibição, e lá passamos a habitar, rendidos à Geografia de amar.

© Miss Kitty 2017 #69Letras

Deixar uma resposta