Depois do Adeus

Depois do adeus…
Fica o vazio, a tortura,
O que ficou por dizer…
Ou o que foi dito em momentos de raiva
Dos quais não há volta a dar.
Partiu-se tudo em cacos,
Olhas mas não sabes por que ponta pegar
Dás um passo atrás na esperança de voltar
Atrás..
Mas o passado não volta, não se redime.
Vives um presente distorcido, tudo à tua volta parece desmoronar-se.
Perdeste o norte e o sul do teu caminho.
A estrela que te iluminava perdeu o brilho,
E ficas cega e não vês tantas outras que brilham
e que te podem redireccionar de novo.
Acorda!! Reage!
Esse amor, essa dor não é a primeira, nem vai ser a última.
Luta!
Vai de novo à busca do que te faz feliz,
Conquista de novo esse buraco no teu peito.
Respira!
Não deixes os teus sentidos morrerem,
Deixa-os despertos, atentos às novas conquistas.
Se o passado regressar, e te magoar de novo, 
Joga-o a um canto.
Diz-lhe que o tempo dele é passado e que queres viver um presente radioso, sem mágoas
©Lola 2017 #69Letras

Deixar uma resposta