A rua da minha vida

Caminhas meio dormente pelas
ruas molhadas.
Sentindo as dores da vida…
A calçada de piso disforme ,ajuda a lembrar as tropelias e falta
de recato que deste ao corpo.
O vento que carrega o ar frio e te faz semicerrar os olhos…Deixando os restantes sentidos alerta…
Sentes o choque do quente que sai da Tasca aquecida pelo aquecimento…
Misturado com o cheiro apetecível do café acabado de tirar .
O som dos putos a discutir as tropelias da escola , como se este inicio de vida já fosse o pior dos males.
Passas pela poça como se o esforço de te desviares fosse uma perda de tempo que já não vais tendo.
Vislumbras mulheres “trabalhadas”
Mulheres simples e belas…
Suavizas o frio interior com o calor que emanam…
A rua acaba…
O tempo de parar acabou…
Voltamos ao muito fazer que a nada nos leva.
E tudo se repete…
Com mais dores…
Mais lento…
Mais pesado no tempo que acelera…

©Read Mymind 2017 #69Letras

Deixar uma resposta