Rendição de Lilith, parte 2

M18/Texto erótico 

A ponta da língua que brinca com os meus mamilos, vergastadas de um flogger no meu estômago ao de leve, um Strap entalado em mim que se manifesta inesperadamente em estocadas cada vez mais profundas e rápidas e um pénis enfiado na minha boca sôfrega e desesperada. Uma autêntica orgia nos meus 5 sentidos!

 E tudo parou repentinamente. Recupero o fôlego. Dou-me conta da escuridão que a venda me proporciona. E o sentimento de abandono assalta meu corpo.

Eis que tudo muda quando sinto uma mão forte no meu pescoço acompanhada de um corpo nu em cima de mim. Ao meu ouvido um sopro que me avisa da tempestade que se aproxima.

E sou penetrada como uma avalanche que quase me esmaga. Repetidamente. Ao compasso certo da batida do meu coração. Exposta e disposta à tesão alheia. Sinto-me perto do orgasmo. Um estado de euforia se apodera da minha boca. Gemo. A mão no pescoço aperta mais. Sinto-me quase a perder os sentidos contudo o aproximar do orgasmo mantém-me alerta. E aquele membro delicioso abandona-me o sexo e leva a mão consigo.

– AARRGGGGHHHH! Estava quase m3rda!

Frustração interrompida pelo mesma mão mas desta vez no meu sexo. Violentamente me masturba. Dois dedos dentro. E aí entro em nirvana. Venho-me finalmente. Ondas de choque invadem minhas pernas e cintura. Grito desalmadamente.

E meu corpo sucumbe-se aos orgasmos  múltiplos tremendo minhas pernas compulsivamente e sem controlo.

Tiram-me a venda e desamarram-me. Mas para já deixo-me estar. Suada e sem forças.

Um dos discípulos entrega-me uma toalha para me limpar e logo de imediato se junta aos outros ajoelhados  no chão.

Vejo ainda a tesão nos seus membros erectos. Rio-me.

-Belos meninos. E tu menina também.

Aproximam-se dos meus pés e lambem numa adoração desmedida.

Satisfeita dou por encerrada a sessão. Saio do salão e dirijo-me ao bar. O barman já sabe de cor o que quero, uma Lilith 69er.

Sento-me a deliciar-me com a minha bebida enquanto o espetáculo de strip tease se revela para mim.

E escolho a próxima vítima…

© Lilith 69Letras 2017

 

Deixar uma resposta