O que sinto é meu!

Os seres humanos são demasiado frágeis e delicados. Ora sentem demasiado ora incapacitam-se de sentir.

Eu cá sou de emoções! Daqueles de arrepiar todos os poros do meu ser!

 

Viciei-me naquela adrenalina que corre desgovernado por mim adentro e sem pedir licença ignoro os sentimentos.

Aquele pulsar! Mantém-me viva mesmo depois de  já ter caído do precipício! Naquela fração de segundos em que o meu peito pára de respirar, esmagado por um turbilhão de emoções à disputa, sem contudo perder a batida descompassada do meu coração.

Emoções que gritam no meu interior para se libertarem nas vontades errantes do meu corpo!

Não serei humana? Ou serei pessoa demais? Será errado sentir tudo à flor da pele? Vulgar? Cliché?

Eu digo que é o meu D.N.A. !

 

Autora da página Deusa Do Caos

©Miss Steel 69Letras 2017

Deixar uma resposta