Meu doce sonhar

Cheguei a casa e lá estavas tu, vestindo o avental que me faz rir, a tocar a música que me faz relaxar, refrescando o vinho perfeito para casar com o cheiro que me invadia os sentidos e que sabia ser do meu prato favorito… Inevitavelmente sorri ainda que cansada, ganhei energia para me atirar ao teu abraço como um errante no deserto que encontra o seu oásis transbordando de água fresca…

Senti a tua pele, enchi-me de cor e calor, estava em casa, sentia-me em casa, era tempo de ser eu, era tempo de sermos nós…

Beijei os lábios que me sabem a céu, senti as tuas mãos nas minhas costas acalmando e exorcizando as maleitas do meu dia que é sempre longo longe de ti… Uma alegria imensurável tomou conta do meu coração e as lágrimas caíram… É tão isto…

Fechei os olhos para sentir os teus dedos a secar-me as lágrimas que sabes serem de felicidade e quando os abri… Enfim… O coração continua quente, mas não estás aqui, não em corpo… Mas o amor que me sopras pelo vento… Ah se sorrio quando o sinto na face…

© Vicky M 2017 #69letras

Deixar uma resposta