Como se nada fosse certo meu amante ?

Como se nada fosse certo meu amante ?
Ausenta-te por favor…
Preciso de mais uma vez poupar a minha alma a mais um sermão interno.
A minha mente calça os sapatos e palmilha em direção as recordações das noites passadas.
Até à próxima, digo-te eu de cueca molhada.
Este desejo carnal,
Preocupa-me.
Possui-me.
Amiga de segredos
Amante de orgasmos.
E mais uma vez nesta noite..
Seremos o que ?
Amantes ou amigos?
Sinto-me mais uma vez um salto alto bonito…
Anda por umas horas.
Não digas mais.
Curto e grosso
Sem modos e maneiras.
Não me faças apaixonar-me por ti.
©Krishna 2017     #69Letras

Deixar uma resposta