Sinto-me teu

Sabes,
Gosto de sentir a tua boca na minha naqueles fins de tarde esquecidos à beira mar,
naqueles em que o sal se crava sem aviso na nossa pele e torna os nossos beijos quentes e salgados.

Gosto quando as nossas mãos se encontram, quando desbravam livremente por novos caminhos, sem pressas.
Gosto quando por vontade própria trilham por lugares secretos, por lugares inexplorados e palpitantes,
ou quando os nossos dedos se guiam apenas pelos desígnios da nossa pele.
Sabes,
Gosto de sentir-te, de mergulhar nu em pensamentos de luxuria, 
de entrar contigo de mãos dadas por trilhos e carreiros infindáveis como labirintos secretos, só nossos,
de penetrar por lugares inacessíveis, virgens, de mergulhar sem medo nos nossos abismos,
de seguir nesta busca incessante dos teus braços, apenas com a ilusão permanente dos teus beijos, húmidos e secretos…
Sabes,
não são apenas palavras que eu te digo, eu anseio realmente o teu toque, a tua pele, os teus beijos,
esse teu sorriso de menina, esse teu olhar carente em desassossego…. que me desassossega.
Sabes,
Gosto do cheiro que deixas em mim, do sabor intenso que fica na minha língua depois de nos perdermos,
gosto de ti, porque perduras, porque teimas em baralhar-me a razão mesmo quando não estamos juntos,
gosto de ti, porque até o meu gosto é teu…..
gosto de ti, quando acordas molhada de desejo pela manhã, mas eu não estou…
Eu sinto-me teu, eternamente teu.
#PSassetti 
#69Letras 29.05.2017

Obtém 10% de desconto com o teu cartão cliente 69 Letras.
Regista-te em www.aubaci/69letras

Deixar uma resposta