Desejos de ti

Tu não sabes, mas hoje possui-te a meu bel-prazer em cima da minha mesa.
Abusei de ti.
Deliciei-me em ti.
Despejei em ti todas as minhas frustrações e vontades.
Será esta minha vontade proporcional à tua ausência?
Será que este tesão que me consome é fruto da tua indiferença, do teu desdém?
Ou será apenas fruto da minha imaginação e da minha memoria que teima em ter-te sempre presente?
Tu não sabes, mas gosto de ver te passar para tirar fotocopias,
de te ver curvada sobre a mesa, de apreciar o teu corpo,
gosto das tuas saias travadas, dos teus decotes discretos, das tuas curvas, dos seus collants rendilhados.
Gosto de me imaginar contigo, de tocar todo o teu corpo, de beija-lo,
de tocar o meu nos entretantos.
Olha-me, espreita pelos meus olhos, aprecia este meu tesão por ti,
mergulha em mim, neste meu mar de vontades, de inquietações,
vem…. satisfaz todas as minhas fantasias.
#PSassetti #69Letras 20.05.2017


Deixar uma resposta