Violações dentro de relações – uma realidade próxima

Há uns dias esbarrei num artigo de um jornal que falava acerca da violação dentro de uma relação. Sim, isso existe.

O artigo fazia-se acompanhar de uma curta metragem, de dois minutos, que ilustra bem o cenário de alguns relacionamentos. Dois namorados, na cama, a brincar, a trocar carícias e a decidir que filme irão ver. Ele insinua-se, ela não está a fim, mas ele impõe a sua vontade e “despeja-se” dentro dela. (Deixo-vos o vídeo para ver e pensar)

“Ah, isto é normal!”

NÃO, não é normal. Exactamente por se tratar de um relacionamento, parte-se dos princípios​ básicos, consensualidade e reciprocidade. Se uma das partes não está de acordo, não acontece. Já não estamos na época da velha senhora em que se defendia que a mulher tinha de servir o seu esposo e nem era suposto ser um acto de prazer. Era uma acção com fins reprodutivos e serviçais.

A autora da curta, Chloé Fontaine, conversou com diversas mulheres e chegou à conclusão que este tipo de situações é muito banal ainda nos dias que correm e daí a elaboração do vídeo para criar consciência nesta questão tão pertinente.

Por isso, faço aqui também a minha parte. Aqui falei de​ mulheres mas extende-se a mensagem a todos.

Uma relação exige compromisso, entrega e sacrifício SIM! Mas não à custa da integridade física e em última análise mental de uma das partes.

UM NÃO É UM NÃO E TEM QUE SER RESPEITADO!

Está é uma situação real e tem que ser denunciada, combatida. Violações não acontecem só no meio da rua. Acontecem dentro de casa, em locais de conforto e por parte de alguém bastante conhecido, íntimo da vítima.

Falem mais

Ouçam mais

Não se escondam

Não se deixem oprimir

©VickyM# 2017 69Letras

https://player.vimeo.com/video/201125309

Deixar uma resposta