Vais embora, eu sei!

Vais embora, eu sei!
É escusado eu tentar esconder todo o meu transtorno, pois ele evidencia-se a léguas dos meus olhos.
O meu corpo emana uma essência estranha quando estás para te ausentar.
A falta do teu ser desperta em mim sensações, que mesmo que não seja a tua primeira ausência, quase como se as sentisse pela primeira vez.
A saudade é terrível, é algo inútil de tentar fugir.
Uma imensidão de sentimentos.
O medo e a paixão juntam-se, parecendo fazer todo o tempo que estás longe de mim insuportável!
Pior do que eu partir, é ver-te partir.
Levando um pouco de mim. O tempo voa, como se um balão cinzento se afasta.
E apenas a certeza do teu regresso me prende a este mundo injusto.
Em que a saudade existe no seu mais belo e único significado…
Não é o tempo que custa a passar.
É o corpo.
Não é a distância que magoa,
é o silêncio que preenche o vazio da tua voz.
Ainda aqui permaneces e já as lágrimas de despedida começaram a cair.
Não me deixes cair, apenas te peço isso.

Hoje e sempre.
Permanecerei aqui, como no primeiro dia.
À tua espera.

 

Krishna  69Letras

Deixar uma resposta