Recomeçar

Se para muitos o período de Natal e início do ano é um período festivo cheio de alegria e sentimentos de rejubilo, para mim juntamente com o mês de Janeiro é um período de reavaliação.
Como muitos da minha geração tive o privilégio de ser criado criado pelos meus avós maternos, dentro dos seus valores e princípios simples de vivência humana que nos dias de hoje são espezinhados por gerações que valorizam mais rapidamente 200 g de tecnologia, do que o acto de auxiliar o próximo.
Aprendi que se plantares no momento certo, terás o que colher e saciarás a fome. Que tudo o que te rodeia é vida e deve ser respeitada, que todas as tuas acções têm consequências, mesmo as mais imponderadas, normalmente são as que te provocam maiores cicatrizes.
Sinto-me novamente preenchido e renovado após este período, para mim é necessário, os fantasmas do passado fazem parte de nós, da nossa evolução, estão embutidos na nossa personalidade.
Atingimos a maturidade quando imperceptívelmente agimos como os nossos antepassados em relação aos descendentes, usamos talvez de mais ou menos imaginação ou subtileza, mas o objectivo é fundamentalmente o mesmo.
Caro Vizinho, quis o destino que por alguma razão te encontres a passar por esta provação, nada do que te possa dizer a ti ou a qualquer outra pessoa nesta condição fará diminuir a dor, o vazio.
Só posso desejar que tal como eu, busques nas tuas memórias quando fechas os olhos aquele sorriso inesquecível, aquela voz única, aqueles pequenos tiques e trejeitos que fazem de nós únicos e insubstituíveis logo inesquecíveis.
O tempo na sua sabedoria única saberá transformar a dor em sorrisos subtis que darás para ti próprio quando ninguém estiver a ver. A nossa essência é feita de recortes assimilados dos que amamos conjuntamente com o nosso coração, somos sempre resultado das nossas escolhas.
Quem te ama realmente escolherá sempre o caminho da felicidade, tens mais uma luz que te alumia o trajecto, quando te sentires pronto é só recomeçar.
Bastardo #69Letras

Deixar uma resposta