Meu corpo, teu lar

Teu porto de abrigo em dia de mar alto.

Assim sou para ti, o norte na tua bússola. Sempre aqui, para te orientar no mundo revolto onde vives e acalmar com o meu amor as tuas ânsias de dias mais felizes.

Abriga-te em mim! Deixa que a quietude do meu corpo te beije as mágoas e sare as cicatrizes de dias menos felizes.

Dentro de mim, em mim, mais meu do que alguma vez desejas-te ser. Deita-te no oásis do meu corpo, teu lar, relaxa esses teus músculos cansados de lutas de titãs.

Porque qualquer gigante precisa da sua deusa, sempre pronta à distância dum olhar, um toque no joelho debaixo da mesa, um dar de mãos repetindo a inocência dos amores adolescentes.

Aqui pronta e disponível para o teu descanso, meu abraço ansiado.

Miss Steel 69letras 

Deixar uma resposta