Eis como Fenix renasce

Envolta em fumo de cigarros alheios, me ergo das cinzas de batalhas de outrora.

Sacudo o pó juntamente com o cheiro a sangue fresco da ultima batalha ainda.

Passo as minhas mãos ao de leve nas cicatrizes das tuas investidas, pequenas lembranças da força da tua raiva em mim.

Confesso que adicionam mais charme à minha beleza. Mais experiência a um currículo de vida preenchida.

Se renasço hoje, é porque as tuas investidas não me derrubaram, só me tornaram mais forte.

Os teus gritos de ódio confundem-se com os aplausos.

E os cães que incitas contra mim, tem cuidado, são os mesmos que te mordem na calada da noite.

©Miss Steel 69letras 2017 

Deixar uma resposta