Destino…

Ironia do destino, que me guia a vida com traço fino, linha ténue que se desvanece, que em nada me enaltece, e me envolve em névoa sombria, nesta noite chuvosa e fria, onde a vida se torna incerta, cheia de nada e deserta, traço esse que continuo a seguir, esperando que um dia o destino me possa sorrir.

Será talvez o meu Fado, este destino mal fadado, que teima em me pregar partidas, fechar todas as minhas saídas, põe pessoas no meu caminho, para logo as afastar de mansinho, como se comigo gozasse, e essa linha ténue enleasse, por capricho ou por prazer, de toldar o meu viver.

Não aceito esta minha sina, que me rouba os sonhos de menina, contra ela vou lutar, o destino desafiar, afastar as pedras do meu caminho, que passo a passo percorro devagarinho, dando um sentido à vida, feita para ser vivida, largando este definhar, e com unhas e dentes por ela lutar.

Miss Kitty #69Letras

Deixar uma resposta