Cumplicidade

Quando preciso de falar da falta de tempo, da falta de dinheiro, da falta de afecto…. Quando preciso de falar da falta de sexo, da falta de tempo….

Penso naquela que tem sempre paciência, um Sorriso e uma palavra amiga para mim. Não me adianta querer apenas sexo selvagem, pois mesmo esse sem um quê de carinho não me seduz…

Seduzem-me as gargalhadas. A troca de segredos idiotas nas horas tardias.. As palavras doces, as palavras ásperas ….
O abraço que em luas de outras vontades, me sacia…

Consola-me a tristeza nos dias de aperto no coração, acalma a minha raiva e meu temperamento mesmo quando não quero sequer ver a minha sombra… Com aquele abraço sinto um calor tão bom que invade o meu coração e fico desarmado, eliminando quaisquer sentimento de maldade e revolta…

E às vezes a tesão… Pura, animalesca, aquela tesão de quem quer num momento perder toda história, a memória, a noção do tempo perdido, do tempo corrido, dos dias a fio…. A vontade carnal…
E depois de novo o afeto… Cobrindo todas as dúvidas, sarando feridas, e duas piadas ligeiras … Uma música ao tom dos sentidos… E todo um sentido real que nos toma de assalto…

Com um beijo na testa prendo-te a mim, segurando toda esta euforia neste abraço lindo e apaixonado.
É para estes momentos que vivemos a nossa paixão e nosso carinho, nossa cumplicidade e amizade… É por isto que Amo a vida de corpo e alma…

É por isso que te amo a ti.
Porque te dás sem que te amarrem os pretextos.
Porque gaguejas nesse teu corpo imenso e viril, porque choras.
Porque estás aí.
E sorris…

Marie
&
O Vizinho #69Letras

Deixar uma resposta