Confusa…

Não percebo 69ers…

E conto com a vossa ajuda para perceber melhor, sem contudo causar uma guerra dos sexos onde homens defendem a sua masculinidade e mulheres defendem a feminilidade. Porque sejamos sinceros, somos todos necessários neste mundo, certo? Não passamos de seres humanos neste mundo, já escrevi isto um milhão de vezes… Somos pessoas, sendo pessoas armadas em pessoas, sem ofender suscetibilidades a ninguém. Claro!

Na diferença do dito pelo não dito, quem tem mais razão, a sinceridade frontal, crua e nua ou a perspetiva conveniente e escondida atrás de bonecos figurantes?

Desde quando imagens substituem diálogos, mesmo rudes, tão necessários?

Será que não passamos mesmo de meros espectadores da nossa vida, feitos reféns das mentes opinativas alheias?

Escravizados pelas massas onde se protestam em cliques?

Analisemos os cliques, cujas vidas menores se regem.

Objecto A expõe sua vida em filme mas objecto B não clica em gosto, será que morreu? Será que não gosta do filme? Ou será que simplesmente não se interessa por cinema e prefere o ar fresco na montanha num belo passeio matinal?

Não! A minha vida não está em exposição no cinema, lamento. Mas adoro falar! Opinar sobre o tempo e aquela receita que me passaram em mãos a semana passada.

Adoro uma boa gargalhada! O efeito dor de barriga quando nos contam uma anedota e não conseguimos parar de rir.

Amo exprimir o que me vai na alma! Seja num abraço sentido dum amigo que necessita de mim, como num simples desligar de sentidos de quem não os merece.

Mas sei que eu, sou só eu. Uma pessoa. No meio de outras pessoas, sendo todas pessoas, armadas em pessoas no mundo onde não passamos de seres humanos.

Miss Steel 69letras

 

Deixar uma resposta